Roberto de Andrade: 'Tite me disse que não deixaria o Corinthians'

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, disse que Tite já havia declarado que não deixaria o clube para assumir o comando da Seleção Brasileira. O dirigente afirmou também que não foi procurado pela CBF.

- Como presidente, não fui procurado por ninguém da CBF, fiquei sabendo por matéria de vocês (jornalistas). Já havia conversado antecipadamente com o Tite e ele me disse que não deixaria o Corinthians, não sei se houve convite da Seleção - afirmou o dirigente.

A entrevista coletiva concedida pelo Roberto de Andrade causou surpresa, já que o habital é algum jogador falar com os jornalistas na sala de imprensa do CT Joaquim Grava. O presidente falou sobre persos assuntos, mas teve de responder a outras perguntas sobre Tite.

- Todo mundo continua insistindo como se a situação fosse mudar ou o presidente fosse decidir algo pelo Tite - declarou em um momento da entrevista.

Roberto de Andrade usou ainda um argumento curioso ao dizer que torce pela permanência de Tite no Corinthians, mesmo se a saída dele fosse benéfica para a Seleção Brasileira.

- Sou mais corintiano do que patriota, quero ver ele no Corinthians, não na Seleção! - afirmou.

- É uma decisão pessoal, que o clube não tem interferência. Todo treinador almeja chegar na Seleção, não poderia responder por ele. Jamais ficaria contente de perder um treinador como o Tite - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos