Com apoio do Combate, festival de lutas agita Complexo do Alemão

Com apoio do Combate, o conjunto de favelas do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, receberá neste sábado e domingo, o 2º Festival de Artes Marciais do Complexo. Serão promovidas competições de jiu-jitsu, kickboxing, kung fu e taekwondo, das 9h às 17h, na Vila Olímpica Carlos Castilho, na estrada do Itararé 480. O evento já conta com mais de 640 atletas de comunidades inscritos gratuitamente.

Os idealizadores dessa bela iniciativa são os professores Raphael Espindola e André Luiz Fernandes, que são moradores do Complexo do Alemão e ensinam artes marciais voluntariamente para crianças e jovens da comunidade.

- Muitos praticantes não têm a oportunidade de competir em torneios oficiais por conta do valor da taxa de inscrição, transporte e alimentação. O Festival dá oportunidade à esses atletas mostrarem suas habilidades e vivenciar o espírito de competição. Também é uma ótima oportunidade de fomentar as artes marciais nas favelas e dar ainda mais visibilidade ao esporte - explica Espindola.

A primeira edição do festival aconteceu em 2013, no entanto, a falta de recursos e a dificuldade para encontrar patrocinadores fez com que os organizadores engavetassem o projeto. Agora, com o apoio do Combate, o evento retorna ao calendário da comunidade para não sair mais.

- Para o Combate é um grande prazer poder participar desse tipo de iniciativa pois acreditamos muito na luta como agente de transformação educacional, inclusão social e ascensão profissional - afirma Daniel Quiroga, gerente geral do Combate.

O investimento do Combate será feito através da doação de equipamentos de lutas para a realização das competições, que engloba apitos, coletes, caneleiras, capacetes, protetores de braço e luvas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos