Muricy aprova 4-4-2 e diz: 'temos que usar mais vezes esse esquema'

Muricy Ramalho optou pelo 4-4-2. Contra o Boavista, neste sábado, o Flamengo teve uma dupla de meias. Mancuello e Alan Patrick foram os responsáveis por formar a linha mais próxima dos atacantes Marcelo Cirino e Paolo Guerrero. A experiência, realizada pela segunda vez consecutiva, rendeu bem e o Rubro-Negro passou fácil pelo Boavista (3 a 0), encerrando uma sequência de seis partidas sem triunfo. 

- Fizemos um bom jogo, mas temos que fazer mais jogos com esse esquema tático. O (Alan) Patrick tem muita facilidade. Com certeza, já senti que pode variar (a formação). Tem Ederson, Sheik aberto... Então, temos bons jogadores para essas variações - comentou o treinador.

O argentino, por sinal, retornou após mais de um mês afastado devido a uma lesão no joelho direito. Foi ele o responsável por abrir o placar no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, com uma bela cobrança de falta. Para o comandante rubro-negro, o retorno superou as expectativas.

- Foi acima (do esperado) . Ele se entrega muito. Foi bem. É um jogador leve, tem facilidade. Vem treinando há muito tempo. Jogador que vai nos ajudar bastante - destacou.

O Flamengo, que está momentaneamente na terceira posição da Taça Guanabara, encerra a segunda fase do Carioca no domingo (17), contra o Bangu. O duelo acontece no Macyrzão, em Macaé.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos