Benfica sai na frente, sonha, mas Bayern empata em Lisboa e avança

O Benfica bem que tentou, permitiu-se sonhar. Mas não conseguiu eliminar o poderoso Bayern de Munique. Muito desfalcado, o Encarnado, de forma heroica, saiu na frente no Estádio da Luz nesta quarta-feira pela volta das quartas de final da Liga dos Campeões, mas não resistiu, e o time bávaro arrancou o empate em 2 a 2, suficiente para classificar o time de Pep Guardiola para a semifinal. É a quinta vez seguida que os alemães chegam nesta fase. Jiménez, Talisca, Vidal e Müller fizeram os gols do jogo.

O Benfica veio cheio de desfalques. Jonas suspenso, além de Gaitán, Mitroglou e Julio Cesar, lesionados. Quatro dos seus principais jogadores. Rui Vitória optou por povoar o meio-campo, só com Jiménez na frente, recebendo apoio, principalmente, de Pizzi e Carcela. Pep Guardiola fez parecido. Deixou Lewandowski no banco e escalou Alonso, Vidal, Thiago, Ribéry e Douglas Costa no centro, com Müller mais avançado.

O Benfica mostrou-se valente desde o início. Buscou pressionar no campo de ataque e forçar o erro do Bayern. Os alemães eram calmos, tocavam a bola com paciência e subiam na boa. Aos poucos, as oportunidades surgiam, principalmente com Lahm, pela direita. Mas a verdade é que não davam tanto trabalho ao goleiro Ederson. O Encarnado estava compactado e correto em campo.

Acabou que o Benfica conseguiu um bom ataque pelo lado, aproveitou-se de uma falha da defesa e saiu na frente. Elise avançou pela esquerda, jogou na área pelo lado buscando Jiménez. Alaba, Kimmich e Alonso vacilaram no acompanhamento, Neuer saiu de forma bizarra, e o mexicano cabeceou bonito. Logo na sequência, a chance do segundo. Bola rasteira pela direita, Xabi não alcançou e foi para o centroavante, que chutou fraco.

Após o susto, o Bayern voltou a estar na frente. Lahm, que vinha sendo a melhor arma do time alemão, cruzou pela direita. Ederson tirou para a entrada da área e Vidal bateu bonito para empatar. Agora, o Benfica precisaria vencer por dois de diferença para passar. E foi para o intervalo assim.

No segundo tempo, o Bayern tratou de resolver a parada. Em cobrança de escanteio, Javi Martínez subiu no sétimo andar, escorou buscando Müller, que ficou sozinho, na boa, e empurrou para o gol.

E aí a vaca portuguesa tinha ido para o brejo. Rui Vitória ainda tentou mexer, mas o Benfica não tinha reação. Douglas Costa botou uma bola na trave, e o Bayern continuou em cima. Foi controlando o jogo, mas não ampliou para matar o jogo de vez. O Benfica não se entregava, e ainda conseguiu empatar o jogo.

Em falta que Javi Martínez poderia até ter sido expulso, mas ficou apenas no amarelo, Anderson Talisca, acertou uma cobrança perfeita, em que Neuer não conseguiu alcançar. O Benfica ainda tinha 15 minutos pela frente e precisava de dois gols. O baiano quase fez mais um pouco depois. Porém, não havia tempo, e o Bayern se garantiu na semifinal.

FICHA TÉCNICA

BENFICA 2x2 BAYERN DE MUNIQUE

Local: Estádio da Luz, em Lisboa (POR)

Data-hora: 13/04/2016, às 15h45 (de Brasília)

Árbitro: Björn Kuipers (HOL)

Auxiliares: Sander van Roekel (HOL) e Erwin Zeinstra (HOL)

Gols: Jiménez (26'/1ºT), Vidal (37'/1ºT), Ribéry (6'/2ºT), Talisca (30'/2ºT)

Cartões amarelos: Carcela (SLB), Javi Martínez (BAY), André Almeida (SLB)

Cartões vermelhos: Não houve

BENFICA: Ederson, André Almeida, Jardel, Lindelöf e Eliseu (Jovic, 42'/2ºT); Fejsa, Renato Sanches, Salvio (Talisca, 23'/2ºT), Pizzi (Gonçalo Guedes, 12'/2ºT) e Carcela; Jiménez. Técnico: Rui Vitória

BAYERN DE MUNIQUE: Neuer, Lahm, Javi Martínez, Kimmich e Alaba; Xabi Alonso (Bernat, 44'/2ºT), Vidal, Thiago Alcântara, Ribéry (Götze, 46'/2ºT) e Douglas Costa; Müller (Lewandowski, 38'/2ºT). Técnico: Pep Guardiola

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos