Campanha que visa construção de campo para clube do Haiti é lançada

O Viva Rio lançou nesta quarta-feira uma campanha de financiamento coletivo cuja finalidade é a construção de um campo oficial para os Pérolas Negras, clube do Haiti que disputou a última Copa São Paulo de Futebol Júnior e, em parceria com o Audax Rio, participou da Série B do Campeonato Carioca Sub-20 deste ano. O objetivo é arrecadar R$ 150 mil através do crowdfunding para o campo ser construído no CT do clube, localizado em Paty dos Alferes, no interior do Rio de Janeiro.

Ao participar da campanha com o valor de R$ 20, o doador ganha um vídeo de agradecimento; com R$ 50, duas garrafas de squeeze Pérolas Negras; com R$ 500, um livro com a história dos Pérolas Negras, camisa oficial autografada e nome na placa de acrílico do CT; com R$ 1.500, uma tarde com os atletas em Paty, camisa autografada e nome na placa de acrílico e com R$ 5 mil, hospedagem de fim de semana no hotel de Paty, camisa autografada e nome na placa.

O pagamento pode ser feito por cartão de crédito em até seis vezes sem juros ou boleto bancário A campanha de financiamento, que tem o apresentador Luciano Hulk como padrinho, pode ser acessada através do site: http://www.kickante.com.br/campanhas/viva-rio-transforme-a-realidade-destes-jovens

- Não se trata de um projeto banal. Um campo de futebol oficial requer boa drenagem e grama de qualidade, é complexo e caro - destacou Rubem Cesar Fernandes, diretor executivo do Viva Rio e responsável pelo projeto, ao site do Viva Rio.

Já o técnico do Pérolas Negras, Rafael Novaes, destacou o impacto que a campanha já tem para os jovens haitianos:

- Eles já começaram a fazer uma contagem regressiva e, enquanto isso, estão investindo pesado nos treinamentos no campo provisório.

Os Pérolas Negras são fruto da Academia Pérolas Negras, criada pelo Viva Rio em 2010 e inaugurada no ano seguinte. A meta do projeto é promover o talento e resgatar a auto-estima de jovens haitianos. São mais de 120 meninos e meninas, entre 11 e 18 anos, que vivem, estudam e treinam na Academia localizada na região de Bon Repos, ao norte de Porto Príncipe, a capital haitiana. 

O Viva Rio está desde 2004 no Haiti após convite do programa de Desmobilização, Desarmamento e Reintegração (DDR) da Minustah. Inicialmente, o convite foi para participar das operações de paz no Haiti, com vistas a abordagem de bairros controlados por grupos armados paralelos. Atualmente, o Viva Rio trabalha em Bel Air, Porto Príncipe, com formação profissionalizante (apoio do IBAS), em Cité Soleil, com reciclagens (apoio da Minustah), em Bon Repos, Croix de Bouquets, com formação esportiva (apoios privados) em Coté des Arcadins, com turismo ecológico.

Após a participação do Pérolas Negras na Copinha deste ano, a diretoria do Audax Rio entrou em contato com o Viva Rio, vislumbrando uma parceria para a disputa da Série B do Carioca Sub-20, algo. O Viva Rio já projetava uma oportunidade de manter os jovens no Brasil antes do convite O Audax Pérolas Negras encerrou sua participação na Segundona do Carioca Sub-20 nesta quarta. O time ficou na terceira colocação do Grupo A, a três pontos da classificação às semifinais.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos