Emocionado, Lyoto explica uso de doping que cancelou luta no UFC

Ex-campeão dos meio-pesados do UFC, Lyoto Machida resolveu abrir o jogo sobre o seu caso de doping que cancelou a revanche contra Dan Henderson, que aconteceria em Tampa (EUA), no sábado (16).

Através de sua página pessoal no Facebook, o brasileiro revelou que não sabia que, a substância DHEA encontrada no suplemento 7-Keto que assumiu fazer uso, era proibida pela USADA.

- Estou aqui para dizer para vocês que eu fui pego de surpresa com essa notícia, também. Está sendo muito difícil para mim, eu treinei muito para essa luta, me dediquei bastante, com toda a minha equipe. Quero dizer que eu não sabia, realmente, que essa substância... tanto que foi uma coisa que eu declarei no meu teste. Eu falei: 'Estou tomando isso'. E essa substância foi banida agora, em 2016. Foi um erro meu, eu assumo, por não estar sabendo disso. Quero pedir desculpas a todos vocês, pedir desculpas a todos os meus fãs, de coração, a toda minha equipe, toda a minha família. Eu tento sempre jogar limpo, mas, dessa vez, aconteceu - disse Lyoto, quase chegando as lágrimas.

A substância DHEA é considerada um precursor da testosterona e quando suplementado, oferece um ganho de massa muscular e um aumento na oxidação da gordura.

A revanche entre Machida e Henderson foi cancelada, mas deve ser reagendada, de acordo com um comunicado oficial pulgado pelo UFC.

O brasileiro derrotou Hendo na decisão pidida dos juízes em 2013, mas atualmente vive a pior fase de sua carreira, com apenas uma vitória em suas últimas quatro lutas.

A situação de Dan Henderson é ainda pior, já que o veterano de 45 anos anotou apenas dois triunfos em suas últimas oito lutas.

Confira abaixo o vídeo completo com o depoimento de Lyoto Machida sobre o cancelamento da luta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos