Efeito suspensivo libera Rodrigo para o clássico contra o Fluminense

  • Reprodução / TV Globo

    Efeito suspensivo libera Rodrigo para o clássico contra o Fluminense

    Efeito suspensivo libera Rodrigo para o clássico contra o Fluminense

O auditor do Pleno do TJD-RJ, Marcelo Jucá, deu efeito suspensivo à decisão de primeira instância que suspendeu o zagueiro Rodrigo, do Vasco, por um jogo, pelo incidente ocorrido no clássico contra o Flamengo, envolvendo o atacante Paolo Guerrero.

Desta forma, o defensor vascaíno está liberado para atuar no clássico de domingo, contra o Fluminense, em Manaus, que vai definir o campeão da Taça Guanabara.

Para aplicar o efeito suspensivo, o auditor relator do processo de Rodrigo entendeu que "ou essa infração escapou da atenção da equipe de arbitragem, ou o árbitro viu o fato e decidiu não expulsar o atleta. Nas duas hipóteses, o Tribunal Desportivo em tese não poderia aplicar nenhuma penalidade. Mesmo que árbitro não tenha visto a conduta do atleta, perceba que a infração, de acordo com a regra literal, somente pode ser apenada, caso o auditor entenda ser ela grave. Daí, se concluiu que infrações que não forem graves e tenham escapado da atenção do árbitro, não podem ser punidas".

O efeito suspensivo concedido por Marcelo Jucá libera os jogadores para atuarem até que haja julgamento em segunda instância.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos