Giovanni Augusto tem suspeita de fratura e pode voltar só em junho

O Corinthians pode ter um importante desfalque para as fases decisivas do Paulistão e da Copa Libertadores. O meia Giovanni Augusto, que deixou ainda no primeiro tempo a partida contra o Red Bull sentindo dores, tem uma suspeita de fratura no pé esquerdo e pode ficar fora dos gramados por até dois meses.

O jogador deixou a Arena Corinthians com a perna imobilizada por uma bota ortopédica e foi avaliado na manhã deste domingo no CT Joaquim Grava:

- Fizemos uma desindometria, e existe a suspeita de fratura no quinto metatarso, aquele ossinho que fica do lado de fora do pé. Amanhã (segunda-feira) faremos um exame mais apurado, de ressonância magnética, para confirmar essa suspeita de fratura - declarou o consultor médico do Timão, Joaquim Grava, em entrevista à Rádio Globo.

Caso a suspeita seja confirmada, Giovanni Augusto terá de imobilizar o pé ou mesmo ser submetido a uma cirurgia. Segundo Joaquim Grava, isso não altera o prazo de retorno, que será de seis a oito semanas. No entanto, se não for necessária a operação, ele poderá fazer trabalhos de condicionamento físico enquanto se recupera, o que pode abreviar a volta aos campos.

Sem Giovanni Augusto, Alan Mineiro, Marlone e Romero são os principais candidatos a uma vaga na equipe titular do Corinthians. Outra possibilidade é Rodriguinho retornar, e Tite escalar Elias ou Guilherme aberto pelo lado direito. Recém-contratado, Marquinhos Gabriel não está inscrito no Paulistão e só poderá atuar na Libertadores a partir das oitavas de final.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos