Anápolis elimina Atlético e Estadual goiano pode ter final inusitada

Após 21 anos, o Anápolis está na final de um Campeonato Goiano. Neste sábado, no Serra Dourada, o time do interior  empatou em 1 a 1 com o Atlético Goianiense. Como venceu na ida por 1 a 0, o Galo - que conta com jogadores conhecidos nacionalmente, como o goleiro Felipe (ex-Santos) Toró (ex-Fla e Flu) e o treinador Waldemar Lemos (irmão de Oswaldo de Oliveira) - se garantiu na decisão.  O rival do Anápolis sairá do jogo entre Goiás e Vila Nova. Na primeira partida, os times com as maiores torcidas do estado ficaram no 1 a 1.  Caso o Vila consiga a vaga, o Goianão terá uma final curiosa, pois ela envolveria os times que subiram no ano passado (o Vila foi o campeão e o Anápolis, o vice).

O jogo foi equilibrado e o Dragão saiu na frente, quando a defesa do Anápolis cochilou e Magno Cruz aproveitou para abrir o placar. No segundo tempo, o Anápolis virou aos seis minutos, num tiro de fora da área de Toró, um golaço.

O Atlético, apoiado por torcida muito pequena (apenas 4.883) foi com tudo para o ataque, tentando o gol que levaria a partida para os pênaltis.  Só que aos  46 minutos, Furlan recebeu livre e fez o gol da virada. Na comemoração, o lateral  - que já tinha amarelo - tirou a camisa e levou o cartão vermelho, sendo expulso e desfalcando o time na primeira partida da final.

No fim, o goleiro Felipe estava muito emocionado com a classificação do Anápolis, considerando o resultado a sua volta por cima na carreira. 

- O Anápolis era um recomeço para mim. A emoção é grande. Só meus parentes sabem o que passei. Desempregado, com quatro meses sem receber. Recusei propostas e escolhi o Anápolis, com estrutura boa, pagamento em dia. Consegui restruturar a carreira. Todo mundo batalhou demais e estamos aqui. O patinho feio está na final - disse o goleiro ao Premiere.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos