Dorival isenta defesa do Santos e elogia poder de decisão de Gabigol

Aplausos para a saída de Gabigol, autor de dois gols no clássico deste domingo diante do Palmeiras. Apreensão e surpresa com a entrada de Alison. Foi essa a mistura de sensações do torcedor santista quando o técnico Dorival Júnior promoveu esta alteração já no final da partida, com 2 a 0 no placar.

Com dois gols relâmpago do Palmeiras, a partida foi decidida nos pênaltis e o goleiro Vanderlei brilhou, pegando dois e classificando a equipe à oitava decisão seguida no Paulistão. Ao final da partida e ainda com os ânimos aflorados, o técnico Dorival Júnior evitou criticar a defesa pelos gols sofridos.

- Não senti isso dentro de campo, estávamos equilibrados. Não nos encolhemos. Por isso que em relação à pergunta inicial, com a entrada do Alison, disse que não recolhemos a marcação. Na primeira bola, foi uma jogada em que ele (Rafael Marques) encontrou o gol pela qualidade que tem. Na sequência, um desequilíbrio natural que tem depois de levarmos o gol. Estávamos fazendo partida irrepreensível - despistou o comandante. 

Sobre Gabigol, destaque da equipe com dois gols marcados, o técnico santista destacou o resgate de confiança do camisa 10, que já era cobrado nas arquibancadas pelo jejum de gols. Mais coletivo e usualmente decisivo, o Menino da Vila voltou a fazer a torcida delirar.

- Eu acho que isso aí é uma situação que ele sempre buscou, que temos buscado muito a ele. Quando acontece esse fato, aliado às qualidades que ele têm, as oportunidades acabam acontecendo e ele acaba sendo decisivo. Taticamente ele tem de ser participativo como tem sido nos últimos jogos. Quando ele resgata isso, as oportunidades acabam acontecendo - destacou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos