Pellegrini: 'Não mudaremos o nosso estilo para jogar contra o Real'

O confronto desta terça-feira pela ida das semifinais da Liga dos Campeões coloca frente a frente o Manchester City, que chega pela primeira vez a esta fase do torneio, e o Real Madrid, que já levantou o troféu dez vezes. Diante do peso do duelo, o técnico Manuel Pellegrini classificou os Merengues como 'um dos maiores clubes do mundo'. Apesar da força, ele garantiu que não vai mudar a forma de os Citizens atuarem.

- A pressão é exatamente a mesma. Tentaremos vencer para chegar à final. Foi assim contra o PSG, fizemos de tudo para continuar na Champions. Tentamos ser o nosso time, é para isso que trabalhamos aqui todos os dias. Treinamos sempre para jogar como um grande time. Amanhã (terça-feira) será exatamente assim, não é porque será contra o Real Madrid que vamos mudar - disse o treinador, em entrevista coletiva.

O primeiro jogo será em Manchester, com a decisão da vaga na grande decisão no Santiago Bernabéu. Esse fato deixa Manuel Pellegrini um pouco incomodado.

- Quando você joga a segunda em casa, sabe exatamente o que tem que fazer. Quando joga a primeira em casa, nunca sabe se o resultado será suficiente. Você não sabe se pode arriscar mais, pois pode levar gol do visitante, o que é importante.

Manuel Pellegrini deixará o comando do Manchester City na próxima temporada e dará lugar a Pep Guardiola, que já está contratado. Segundo o treinador, a situação não o incomoda e ele apenas quer encerrar sua passagem pela Inglaterra da melhor forma possível. De preferência, com o inédito título da Liga dos Campeões.

- Não falo do futuro, porque nunca se sabe o que vai acontecer. Estou finalizando três anos de trabalho aqui. Estou muito feliz com a Champions e ficarei ainda mais se formos campeões. Também estou satisfeito com o que fizemos nas competições nacionais. Para mim não é questão do troféu, o importante de alcançar a final é que isso refletirá o que estamos fazendo. A maneira como você conquista o título também é muito importante - concluiu.

KOMPANY DESTACA EVOLUÇÃO DO CITY

De volta ao Manchester City devido a uma lesão muscular após um mês, o zagueiro Kompany sabe da importância das semifinais da Liga dos Campeões para o clube. Apesar disso, o jogador afirmou que ainda não se sente realizado no time inglês.

- Existe um bom plano nos bastidores. Acho que sempre progredimos, a cada ano. Mas ainda não estamos lá. Estamos no caminho, e todos no clube estão felizes em ver esse processo. Amanhã é uma grande chance de nos medirmos, vamos enfrentar um grande clube, cheio de tradição. É a nossa primeira vez. Vamos enfrentar um clube que tem mais de 20 semifinais de Champions. Leva tempo. Para nós é uma tremenda honra estar nessa fase representando o City. Somos os primeiros a fazer isso. Vai levar o tempo que for necessário, o clube eventualmente vai chegar a esse nível, e espero que enquanto eu ainda estiver jogando aqui.

O retorno de Kompany vem em ótimo momento para o Manchester City. Além de poder contar com seu capitão em um jogo importante diante do Real Madrid, os Citizens não terão Yaya Touré, outro jogador experiente e que foi vetado pelo departamento médico. O zagueiro falou sobre mais uma lesão na carreira.

- O engraçado é que as pessoas falam das minhas lesões, mas eu falo dos meus retornos. É isso que tenho na minha mente. Mencionam 14 vezes em que me machuquei, e eu menciono 14 vezes em que voltei. Eu jogo futebol como se nunca tivesse estado fora. É preciso ter muita força para fazer isso a cada vez e jogar em um nível que é muito raro de atingir. Vamos continuar focando nas coisas positivas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos