'Após 27 anos, justiça sobre tragédia de Hillsborough foi feita'

O desastre de 1989 do Estádio de Hillsborough é considerado não só um marco, mas uma mancha no futebol inglês, e especificamente na história de Liverpool.

A perda de 96 vidas no estádio de Hillsborough, de propriedade do Sheffield Wednesday, é uma tragédia inesquecível que causou muita polêmica, principalmente no tocante à responsabilidade da polícia, bombeiros e serviços de primeiros socorros ingleses.

O desastre aconteceu na semifinal da Copa da Inglaterra de 1989, na partida entre Liverpool e Nottingham Forest, na cidade de Sheffield, um berço tradicional de futebol inglês. Devido à superlotação nas imediações do estádio, o chefe da operação policial decidiu abrir um portão de acesso. Entretanto, houve uma falha no controle de acesso de aproximadamente 2 mil torcedores (num publico presente de mais que 50 mil) os quais entraram num setor de arquibancada já superlotado.

Na ocasião, tanto o comando de polícia quanto elementos de imprensa inglesa - notadamente, o jornal inglês "The Sun" - responsabilizaram a própria torcida, que foi acusada de estar altamente alcoolizada e ter invadido o estádio.

Finalmente, nesta semana, o segundo inquérito de Hillsborough concluiu que as falhas no policiamento foram responsáveis pela tragédia. Tal fato tem enorme relevância para as famílias que durante 27 anos fizeram campanhas pela não-responsabilização da torcida.

O inquérito mostrou o despreparo da polícia principalmente entre o comando operacional no dia do jogo. O procedimento durou 2 anos - o mais demorado na historia legal de Reino Unido, e se sobrepôs as conclusões de primeiro inquérito que concluiu que as mortes foram "acidentais".

Justiça, ainda que tardiamente, para famílias devastadas pelo acontecimentos de Hillsbour - dentre o grupo de 96 mortos 37 eram adolescentes, alem de haver algumas mortes de irmãos e pais e filhos.

Hillsborough foi um pisor de águas para futebol inglês. O ano seguinte através de uma investigação independente nomeada Taylor Report concluiu-se que houve falhas na resposta dos serviços emergenciais, e impôs a exigência de setores "all seater" (com cadeiras pré-determinadas).

O governo britânico, tendo em vista o caso de Hillsborough e uma seqüência de desastres em futebol (Heysel e Bradford em 1985), acolheu tais conclusões para acabar com o problema dos hooligans no futebol inglês.

Como resposta a tais demandas, durante a década de 1990, o governo ordenou a modernização dos estádios como Old Trafford, Highbury e Anfield. Tais mudanças, permitem que muitos clubes achem novos espaços para estádios, por vezes em áreas distantes ("suburbs") ou quase rurais ("greenfield sites"), afastadas das tradicionais raízes do futebol o qual tradicionalmente sempre se localizou até então, perto de fabricas e áreas tradicionalmente urbanas.

A mudança foi acompanhada por uma reforma administrativa - O Premiership começou poucos anos depois. Contratos astronômicos de direitos televisivos e as novas arenas atraíram novos investidores e novos "players" ao futebol inglês.

O novos estádios foram equipados com câmeras internas e externas, havendo um investimento em segurança privada ("stewards") a qual, cada vez mais, substituiu a força repressiva policial, por medidas preventivas de segurança dentro dos estádios.

Críticos das mudanças entendem que, embora necessárias, tais medidas também acabaram com palcos tradicionais de futebol acelerando gentrificação de futebol sendo a classe operária afastada pelos aumentos de preços para ingressos.

Existe mesmo uma campanha atual dentro do futebol inglês para que se inaugurem setores de safe standing (áreas seguras mas sem assentos pré-definidos) para trazer de volta ao estádio um clima tradicional.

Hillsborough também sinalizou o fim de período de dominância de Liverpool. Um mês depois da tragédia de Hillsborugh, Liverpool venceria a Copa com vitória sobre seu rival local, o time de Everton. Porém, dias depois, sofreu uma derrota incrível no campeonato quando Liverpool perdeu Arsenal por 2x0, jogando em casa, no famoso Estádio de Anfield, considerado uma fortaleza em futebol, dando inclusive, origem a uma cena do livro e filme "Fever Pitch", de Nick Hornby.

Os Reds conseguiram recuperar o titulo na temporada 1989-90, mas desde 1990 nunca mais foram campeões.

Para as famílias envolvidas nesse trágico episódio do futebol, a longa espera finalmente terminou, mas o caso continua a ser relevante para autoridades no mundo inteiro, pois mostra como planejamento e policiamento eficazes são importantes para grandes eventos esportivos.

Robert Shaw, jornalista inglês, especial para o LANCE!

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos