Jon Jones revela drama familiar dias antes do UFC 197: 'Acabou comigo'

A performance de Jon Jones no UFC 197, no último dia 23 de abril, em Las Vegas (EUA), segue sendo assunto entre os fãs. Após diversas críticas e apesar da vitória dominante contra Ovince St Preux, em coletiva de imprensa do UFC 200, o campeão interino dos meio-pesados foi questionado pelos fãs a respeito de sua apresentação e revelou um caso duro vivido por ele antes de sua luta.

Segundo Jones, além de todas as polêmicas em que se envolveu fora do octógono, chegando a ser preso semanas antes do evento, o americano viu a mãe ter a perna amputada devido a luta contra o diabetes.

- Eu discordo desse pensamento (de que a apresentação foi ruim). Eu tive o mesmo ritmo a luta toda. Comecei devagar, mas fui muito consistente. Minha mãe está numa posição difícil contra o diabetes. Ela teve sua perna amputada na semana da minha luta. Isso acabou comigo. Estive na prisão, enfrentei muita coisa. Mesmo assim fui socado duas vezes e venci por decisão unânime. Veja o nível que esperam de mim. Fui lá, me senti confortável e dominei a luta. Acredito que tudo acontece por uma razão. Estou logo de volta. Vou aniquilar DC, é isso o que tenho feito com todos. (Alexander) Gustafsson foi o único que foi competitivo. Quem não acredita, espere e veja. Espere e verá muito mais. Tenho uma estratégia muito forte. Vocês verão - afirmou o dono do cinturão interino dos meio-pesados.

Jon Jones encara Daniel Cormier em revanche histórica no UFC 200, que acontece no dia 9 de julho, em Las Vegas (EUA). Além do confronto pelo título dos meio-pesados, José Aldo e Frankie Edgar se encaram pelo cinturão interino dos penas e Miesha Tate e Amanda Nunes duelam pelo título do peso galo feminino na mesma noite.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos