Guardiola entra em mais uma semana decisiva: 'Estou motivado'

O técnico Pep Guardiola está próximo de mais um título importante pelo Bayern de Munique. A equipe precisa apenas vencer o Borussia Mönchengladbach, na Allianz Arena, que levará o tetracampeonato Alemão, fato inédito na história da Bundesliga. E o jogo pelo campeonato nacional será apenas um dos muitos importantes que o treinador terá nestas últimas semanas de clube, uma vez que vai treinar o Manchester City na próxima temporada. Na terça-feira, os bávaros recebem o Atlético de Madrid, na Alemanha, com a missão de inverter o placar de 1 a 0 conquistado pelos Colchoneros no Vicente Calderón. O vencedor vai à final da Liga dos Campeões.

- Agora mesmo estou contente. Lutamos tanto para chegar até aqui... Estou feliz, cheio de energia e com vontade de enfrentar os próximos dias. Estou muito motivado - disse o treinador, em entrevista coletiva.

Apesar da chance de conquistar o título alemão com três rodadas de antecedência, Guardiola deve poupar alguns jogadores para enfrentar o Atlético de Madrid. Nomes como Götze, Coman e o brasileiro Rafinha podem ser titulares.

Guardiola foi contestado por ter deixado Thomas Müller no banco de reservas na derrota para o time espanhol na quarta-feira. Na ocasião, Xabi Alonso foi escalado como titular. O comandante bávaro disse que foi uma opção tática.

- O motivo foi puramente tático. Eu só queria jogar com um atacante. Minha experiência com dois atacantes não foi boa. Queria mais controle de bola. Me encanta jogar com Thomas Müller. Contra o Benfica, Lewandowski ficou fora. Então, não foi um problema. Temos uma bala. Logo, se perdermos, podem me matar. Mas ainda não estou morto - disse Guardiola.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos