Melhor do mundo em 1995, Weah vai concorrer à presidência da Libéria

Dono da Bola de Ouro de 1995 e um dos maiores jogadores da história da África, o ex-atacante George Weah, ídolo de clubes como Milan e Paris Saint-Germain, vai tentar novamente se eleger como presidente da Libéria. Candidato derrotado em 2005 por Ellen Johnson Sirleaf, que ainda está no cargo, o atual senador vai buscar novamente o cargo.

O ex-jogador já se preocupava com política desde a sua época como atleta. Já era embaixador das Nações Unidas. Depois de pendurar a chuteira, começou a concorrer a cargos públicos.

Depois de perder a eleição de 2005, esteve na corrida presidencial novamente em 2011, mas como vice de Winston Tubman. Porém, foram derrotados. Weah faz parte do grupo de oposição Congresso pela Mudança Democrática (CDC). Ele anunciou sua candidatura em Monrovia, capital da Libéria, lembrando que também foi uma vítima da pobreza do país.

Depois de rodar por clubes africanos, Weah chegou na Europa em 1988 para defender o Monaco. Foi bem, mas explodiu mesmo no Paris Saint-Germain, depois de ter sido contratado em 1992. Em 1995, quando foi para o Milan, ganhou o prêmio de melhor jogador do mundo. Jogou ainda em Chelsea, Manchester City, Olympique de Marselha e Al-Jazira antes de pendurar as chuteiras.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos