Griezmann é decisivo, Atlético vence e coloca pressão no Barcelona

O Atlético de Madrid jogou toda a responsabilidade para o Barcelona. Com time misto, o Colchonero venceu o dérbi da capital espanhol diante do Rayo Vallecano por 1 a 0, gol do atacante Griezmann, que não precisou nem de um minuto em campo para marcar.

O Colchonero chegou a 85 pontos, contra 84 do Real Madrid. Os catalães, que ainda entram em campo neste sábado, vão enfrentar o Betis, em Sevilla.

Diego Simeone montou o Atlético para o confronto contra o Rayo pensando no Bayern de Munique, adversário de terça-feira no jogo de volta das semifinais da Liga dos Campeões. A equipe era praticamente reserva. Nomes como Oblak, Gabi, Juanfran e Giménez foram titulares. Vietto e Ángel Correa eram os homens de frente.

No início, o esquema do Atlético estava funcionando. Álgel Correa se movimentava bem e criava alguns bons lances. O goleiro Juan Carlos fez linda defesa no chute do atacante. Aos poucos, o ímpeto ofensivo foi ficando mais fraco e o Rayo passou a gostar do jogo. Mais do que isso, teve suas chances de abrir o placar.

Ángel Correa seguia sendo o mais perigoso do Atlético. Mas foi pouco para que os anfitriões chegassem ao primeiro gol. Parecia que o time sentia a falta de Simeone que, suspenso, não estava à beira do campo.

O técnico, então, tirou Gabi e lançou Koke no intervalo, para dar mais força ofensiva. Aos oito minutos, colocou Griezmann e Fernando Torres. As substituições tiveram efeito imediato. Em menos de um minuto, o francês fez o gol do Atlético, acertando chute forte de esquerda da entrada da área.

A entrosada dupla - mais Ángel Correa - infernizou a defesa do Rayo. Torres perdeu chance clara após passe de Griezmann. Por outro lado, os visitantes também pressionaram e levaram perigo, mas Oblak manteve-se seguro, garantindo a vitória do Colchonero.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos