Pratto nega pressão de Robinho por pênalti e pede Galo atento na final

O atacante Lucas Pratto rechaçou polêmicas ao falar sobre a opção de Robinho um pênalti durante a derrota do Atlético-MG para o América-MG, por 2 a 1, pelo jogo de ida da final do Campeonato Mineiro. Em entrevista nesta segunda-feira ao programa "Seleção Sportv", o argentino afirmou que houve um acordo com o "Rei das Pedaladas" quanto à cobrança (defendida pelo goleiro João Ricardo):

- Robinho e eu sempre combinamos que se eu não jogo ele é quem bate. Como errei o último e ele estava com confiança, ajeitamos que ele é quem cobraria. Foi só isso.

Pratto atribuiu o revés a erros de passe especialmente nas investidas, mas crê que a briga pelo título do Campeonato Mineiro segue em aberto:

- No primeiro tempo, errávamos o último passe, Não conseguimos colocar a bola na velocidade de Clayton, Patric e Hyuri. Eles fizeram um gol no primeiro tempo deu insegurança. No segundo tempo, eles ampliaram. Depois tivemos muitas chances, perdemos o pênalti, mas felizmente veio um gol no fim, que nos deixou mais tranquilos para o segundo jogo.

O argentino disse que o Galo precisará corrigir especialmente os erros de marcação para a segunda partida:

- Falamos que eles estavam criando jogadas pela esquerda e o jogador que entrou (Danilo Barcelos) fez dois gols. O time é forte com seus laterais. Mas vamos corrigir no segundo jogo, temos de estar mais atentos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos