Fernando Diniz pede compreensão de jogadores com dono do Audax-SP

A grande campanha feita pelo Audax-SP no Campeonato Paulista 2016 vem chamando a atenção de muitos clubes pelo Brasil, que já demonstraram interesse em alguns dos atletas do clube de Osasco. No meio de tantas especulações, o elenco está focado no segundo jogo da final, domingo que vem, na Vila Belmiro. Primeiro jogo contra o Santos foi 1 a 1. O treinador Fernando Diniz foi um dos convidados do programa Bem, Amigos! do SporTV, na noite desta segunda-feira e revelou o pedido para que seus comandados ouçam Mário Teixeira, o dono do clube, antes de qualquer decisão.

- Por ora, não ouvi ninguém e nem vou ouvir até o final do campeonato. Têm alguns jogadores que estão sendo sondados, até muita gente de times grandes já me ligou para saber de cinco, seis jogadores, e é natural. Agora, a gente tem que ouvir seu Mário primeiro, não custa ouvir o que ele tem para propor em termos de futuro, depois cada um decide - disse o treinador.

Na última semana, Tchê Tchê, um dos destaques da equipe na competição acertou sua transferência para o Palmeiras e acabou recebendo um esporro em público, no treino da equipe, de Mário Teixeira. Diniz tratou o caso com normalidade, devido ao interesses dos clubes, mas que bronca de presidente teria sido por causa das atitudes de alguns empresários.

- Esse que é o problema que ele ficou irritado com o negócio do Palmeiras. Podia esperar como outros, como muita gente que me ligou, inclusive do Santos que tem interesse mesmo no Yuri. Se ele jogar bem vai ter Santos, Palmeiras... Yuri tem interesse de times de Portugal, e é super tranquilo. E cai naquela questão de você desenvolver bem as relações com os jogadores, porque tudo que está acontecendo na vida de todo mundo, e na minha inclusive, foi por conta da construção do time. Isso é uma coisa de moral, vamos ficar com o time e preservar o time até o final. Esse time foi assim ontem e, independente do resultado do jogo (do próximo domingo), a gente vai jogar pelo time que construímos ao longo do semestre.

- É uma pessoa que o futebol precisava mais, uma pessoa apaixonada por futebol. Assiste jogo do sub-11 ao profissional. Ele não está no futebol para ganhar dinheiro. Ele fala que se ganhar dinheiro do futebol quer devolver ao futebol - completou o comandante, falando de Mário Teixeira, dono do Audax-SP.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos