Dirigente do Bayern critica arbitragem após eliminação

Presidente do conselho diretor do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge foi autor de críticas ao turco Cüneyt Çakir, que apitou a partida entre o clube bávaro e o Atlético de Madrid na última terça-feira, pelas semifinais da Liga dos Campeões, em Munique.

- Nos sentimos um pouco enganados. O árbitro não deixou boa impressão - disse o dirigente.

Para Rummenigge, o juiz errou ao não chamar a responsabilidade e apontar a posição duvidosa de Antoine Griezmann antes do francês fazer o gol de empate (1 a 1) e também ao marcar o pênalti de Javi Martínez em cima de Fernando Torres, já que a falta foi fora da área - na ocasião, o camisa 9 desperdiçou a chance.

Se o dirigente quis entrar em polêmica ao responsabilizar a arbitragem pela eliminação, o técnico Pep Guardiola e o capitão Philipp Lahm negaram que a queda foi devido ao apito.

- Não acredito que o motivo tenha sido o árbitro - disse Lahm, após a terceira eliminação consecutiva dos alemães na fase de semifinal da Champions.

O duelo entre os Colchoneros e Bayern terminou com vitória dos alemães por 2 a 1, mas, pelo critério gol fora de casa, a vaga veio para a equipe de Diego Simeone. O adversário da decisão será conhecido nesta quarta-feira, através do jogo entre Real Madrid e Manchester City.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos