Após recorde de público, Corinthians vive tentativa de invasão ao vestiário

Se a noite dos jogadores do Corinthians já seria de pesadelo apenas pela eliminação na Copa Libertadores após empate em 2 a 2 contra o Nacional (URU), ela foi completada por uma tentativa de invasão de vestiário por parte de alguns corintianos.

O fato ocorrido se deu quando três torcedores do Timão empurraram a porta do vestiário e xingaram jogadores e seguranças no momento em que os atletas já estavam dentro do local. Os envolvidos foram, em seguida, retirados pelos homes que fazia a segurança.

As palavras proferidas pelos torcedores na tentativa de invasão pediam mais empenho, usando também xingamentos nos gritos de ordem, como por exemplo: "Time sem vergonha, vamos jogar bola seus filhos da p...".

A insatisfação desses elementos acontece justamente no dia em que os torcedores fizeram a sua parte e registraram o recorde de público da Arena Corinthians em 2016, com 43.098 pagantes.

FESTA PROIBIDA

Quando os times entraram em campo, sinalizadores foram acesos pelas torcidas organizadas do Corinthians no setor Norte. Uma nuvem de fumaça se formou na Arena, atrasando o início do jogo em seis minutos.

Imediatamente, o telão do estádio exibiu uma mensagem pedindo para que os fogos de artifício fossem apagados, o que não ocorreu.

Depois, uma faixa foi estendida no local com as frases: "Toda essa festa é por amor ao nosso Timão. E isso não é crime".

Os sinalizadores seguiram acesos nos primeiros minutos do duelo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos