Tricolor se divide em festa por Caio e decepção por Ganso: 'Azar da Seleção'

Mais até do que a classificação para as quartas de final da Copa Libertadores da América, o assunto mais falado pela delegação do São Paulo na volta do México foi a convocação da Seleção Brasileira para a Copa América. Afinal, Rodrigo Caio foi lembrado por Dunga pela primeira vez, enquanto Paulo Henrique Ganso novamente foi preterido pelo técnico canarinho.

- Fico triste por perder tantos jogos (podem ser nove no Campeonato Brasileiro), mas é algo tão grande ser convocado que tenho de pensar positivo. É uma conquista pessoal, mas que não seria possível sem os companheiros. Tenho de aproveitar o momento. Nos jogos antes da apresentação vou tentar mostrar o motivo da convocação e com nosso grupo tentar a classificação para a semifinal diante do Atlético-MG - projetou o zagueiro, que prosseguiu:

- Fiquei sabendo quando desci do avião. Vi varias mensagens de parabéns e não entendi muito o que era. Abri a internet e vi a convocação. Foi uma alegria muito grande, agradeço aos familiares e aos companheiros. Foi inesperado. Vinha conversando com meu pai, sabia que sairia lista com 40 nomes, fiquei na expectativa para estar entre os 23. Fico feliz ainda mais por ter muitos jogadores olímpicos que podem ter chance na Olimpíada - disse.

A festa pela convocação de Rodrigo, criado em Cotia e há cinco temporadas no time profissional, foi compartilhada por todos no clube. A alegria foi tanta que o fato de Ganso ter ficado fora da lista da Copa América Centenário foi minimizado. Para o diretor-executivo Gustavo Oliveira, logo o Maestro terá uma oportunidade com Dunga, enquanto o direto de futebol Luiz Cunha foi mais incisivo ao sair em defesa do camisa 10 do São Paulo.

- Lamento muito, muito mesmo, a Seleção ficar sem o talento do Paulo. Sem dúvida é o jogador mais talentoso do futebol brasileiro. Ficar fora da Seleção eu acho que é azar da Seleção - alfinetou Cunha, minutos depois de Ganso passar em silêncio pelo saguão de desembarque do Aeroporto de Guarulhos.

- Todos nós estamos felizes pela convocação do Rodrigo Caio. Além da classificação diante do Toluca (derrota por 3 a 1 no México garantiu o time), tem uma alegria coletiva pelo Rodrigo. O objetivo de todos nós canalizado em uma pessoa. Infelizmente, desta vez, o Ganso não foi convocado. Mas com o talento que ele tem e a participação neste ano, isso é questão de tempo - enfatizou o dirigente que é sobrinho do ídolo Raí.

Ganso não é chamado para a Seleção desde os Jogos Olímpicos de 2012, em Londres (ING), quando não agradou ao técnico Mano Menezes. Já Rodrigo Caio tem sido chamado frequentemente para a Brasil sub-23, que está sendo preparado para a Olimpíada deste ano no Rio de Janeiro. Lá, a joia são-paulina atua como zagueiro e volante e ainda costuma ser o capitão do time.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos