Allano diz ter ficado surpreso com revolta, mas se desculpa com torcida

A comemoração do garoto Allano no primeiro gol do Cruzeiro contra o Campinense não agradou os torcedores presentes no Mineirão. Após balançar as redes, o jogador colocou a mão atrás dos ouvidos. No segundo tempo, ao deixar o gramado para a entrada de Rafael Silva, o jogador foi alvo de vaias. Na Toca da Raposa, o meia tratou de justificar a comemoração e negar que tenha feito algum tipo de provocação aos cruzeirenses.

- Até eu fiquei assustado nas minhas redes sociais. Não entendi o porquê da revolta dos torcedores sobre a minha pessoa. Todos me conhecem, sabem quem eu sou de verdade. A torcida sempre me apoiou, é maravilhosa, não entendi o porquê. Queria pedir desculpa para aqueles que entenderam como ofensa. São oito milhões de torcedores. Quem sou eu para mandar a torcida ficar quieta. Só comemorei daquela forma para chamá-los junto com a gente - comentou.

Na primeira partida sem o técnico Deivid, Allano começou o jogo como titular do Cruzeiro. No próximo compromisso, contra o Londrina, a tendência é de que o garoto continue entre os onze iniciais de Delamore, já que outros organizadores de jogadas estão vetados, como Arrascaeta, Robinho e Marcos Vinícius. Questionado

- Nós sabemos que ainda não temos técnico para comandar a equipe. Tem o interino, o Delamore, com quem trabalhamos há algum tempo. Sabemos da personalidade dele, um homem de grupo, que chama os jogadores para conversar particularmente. Quando entramos, queremos fazer só o melhor - concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos