Diniz elogia Camacho e Tchê Tchê, que falam sobre futuro fora do clube

A participação do Osasco Audax nesse Paulistão, sem dúvidas, ficará para a história do clube e da competição. Mesmo sem ter levado o título para casa, o vice-campeonato premia um grande trabalho de Fernando Diniz e seus jogadores, o que é reconhecido pelos interesse de grandes times no futebol de alguns deles.

Camacho e Bruno Paulo interessam ao Corinthians e devem fechar com o Timão nos próximos dias, já Tchê Tchê está apalavrado com o Palmeiras e deve se apresentar ao elenco alviverde na próxima terça-feira. Para Diniz, eles estão prontos para jogar em clubes de maior tradicão:

- Eu acredito que eles amadureceram neste campeonato. Camacho está muito mais amadurecido para jogar em um grande clube, tem experiência. Ele passou a acreditar mais que é possível ser um cara diferente. Tchê Tchê também tem mais chances depois desse campeonato. Jogar bem contra grandes equipes e jogadores, chega com um pouco mais de respeito - comentou o comandante.

Os atletas também se manifestaram em relação ao futuro. Camacho, quase certo com o time de Tite, desconversou e não cravou sua mudança de ares, deixando para esta segunda a definição de seus próximos passos:

- Meu foco estava completamente nesse jogo, não sei ainda. Amanhã vou sentar com meu empresário e resolver meu futuro - revelou.

Ele ainda enalteceu a atuação do Audax jogando na Vila Belmiro, algo que, segundo ele, não foi realizado por times de maior expressão que o seu:

- É uma coisa muito difícil de fazer, time grande não consegue jogar aqui na Vila como nós jogamos. As palmas foram reconhecimento do nosso trabalho. Não sei se o grupo vai continuar ou não, mas foi um prazer enorme - elogiou.

Já Tchê Tchê, que antes procurava negar o negócio com o Palmeiras, falou abertamente de sua saída do clube e relembrou a história que construiu dentro do Osasco Audax desde sua chegada até o momento da despedida:

- Agora dá para falar, né? Antes eu não podia falar, estava com a cabeça nas finais. Fica o orgulho de fazer parte desse clube maravilhoso que eu vou carregar no coração para sempre. Estou aqui há dez anos, participei de quando a gente colocou o clube na Série A1. Viver isso é inexplicável. Infelizmente não fomos campeões, minha maior tristeza é deixar o clube sem ter sido campeão - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos