Odílio consegue anular expulsão na Justiça e volta ao quadro do Santos

  • Divulgação/Santos FC

A máxima de que o futebol imita a vida valeu para o Santos nesta segunda-feira, mas nada teve a ver com a beleza do futebol do time campeão paulista no dia anterior. Na data em que a política brasileira ganhou mais um episódio de reviravolta (a sessão que aprovou o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na câmara dos deputados foi cancelada), a Justiça cancelou a expulsão do ex-presidente Odílio Rodrigues do quadro de sócios do Peixe.

A decisão foi divulgada no Diário Oficial da Justiça de São Paulo nesta segunda e incluiu o nome de outros oito ex-membros do Comitê de Gestão (veja abaixo) que também haviam sido expulsos do quadro associativo do Peixe no último dia 13 de abril.

A defesa de Odílio usou como argumento que o Conselho ignorou o parecer da Comissão de Inquérito e Sindicância, que havia sinalizado com uma suspensão de um ano.

"Veja-se na ata da reunião de votação do conselho que até mesmo o relator do parecer, conselheiro Daniel Curi, que opinou, no caso alegadamente mais

grave, pela aplicação de suspensão por 01 (um) ano, demonstrou não compreender a postura do presidente Fernando Gallotti Bonavides de não votar o parecer, mas sim votar imposição da penalidade notadamente mais grave, que é a expulsão (p. 460, especificamente)", escreveu o juiz em parte da decisão, se referindo à decisão do Conselho.

No entanto, a anulação da expulsão em nada interfere na acusação do Santos contra Odílio Rodrigues e seus pares no processo de gestão temerária.

Ainda de acordo com o juiz, o Peixe pode pagar multa de R$ 5 mil reais por dia caso não cumpra a decisão.

Os oito ex-integrantes do Comitê de Gestão que entraram com o processo junto de Odílio são: Luís Claudio de Aquino, José Paulo Fernandes, Thiers Fleming, Ronald Luiz Monteiro, Francisco Cembranelli, Alexandre Daoun, Julio Peralta e Luiz Fernando Fleury.

Odílio Rodrigues foi eleito como vice-presidente de Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro em 2009 e assumiu o cargo de presidente em exercício quando Laor foi afastado por problemas de saúde, em 2013. No ano seguinte, assumiu a presidência, escolhendo Luiz Claudio de Aquino como vice.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos