Hummels, mais um vira-casaca da predador Bayern na Alemanha

Entra treinador, sai treinador, e o Bayern de Munique continua com a mesma política predatória de enfraquecer os principais rivais para seguir soberano na Alemanha. A bola da vez foi o zagueiro Hummels, primeiro reforço para 2016-17 e ex-Borussia Dortmund ao fim desta temporada.

O defensor acertou com os bávaros nesta terça-feira, no entanto, ainda conta com dois jogos pelo time do Vale do Rhur, um pela Bundesliga e outro pela final da Copa da Alemanha, justamente contra o futuro time.

Hummels, que ficará sob as ordens de Carlo Ancelotti, é o 19º jogador que deixa um adversário para fortalecer o time da Baviera nas últimas três décadas. Nesta onda de transferências, é interessante notar que alguns dos ídolos recentes do Bayern de Munique vieram de outros clubes, como Matthaus, Elber, Zé Roberto, Effenberg e Kahm.

Entre os 19 vira-casacas, apenas quatro venceram uma Bundesliga pelo "clube traído". Mario Gómez conquistou a Salva de Prata pelo Stuttgart, em 2006-2007. Götze, Hummels e Lewandowski fizeram a dobradinha pelo Dortmund (2010-2011 e 2011-2012).

Outro dado importante: parece que o Bayern de Munique enxerga o Borussia Dortmund como o time mais forte para causar-lhe danos no futebol do país. As três últimas contratações domésticas vieram do Signal Iduna Park: Götze, em 2013, na época em que os dois times disputavam a final da Liga dos Campeões, vencida pelos bávaros por 2 a 1, sem a participação do meia, lesionado. Lewandowski, em 2014, anunciado seis meses antes de se apresentar na Allianz Arena. E, por fim, Hummels, zagueiro que também era pretendido pelo Barcelona.

Para enfraquecer o Borussia Dortmund, o Bayern de Munique precisou gastar 65 milhões de euros (R$ 257 milhões). Lewandowski chegou de graça, pois não renovou o vínculo com os aurinegros, há dois anos.

Ultimamente, as cifras oferecidas pelo Bayern às suas presas praticamente eliminaram a paixão e a fidelidade na relação clube-jogador. Ídolo e criado pelo Schalke 04, Neuer chegou a declarar que jamais defenderia as cores da equipe bávaro. Em 2011, no entanto, ele desembarcava na Baviera com toda pompa de goleiro titular da seleção alemã. Parece difícil resistir à tentação de defender o time mais poderoso do país.

Confira a lista dos vira-casacas:

Matthaus (B. M'Gladbach 1984)

Brehme (Kaiserslautern 1986)

Reuter (Nurnberg 1988)

Jancker (Colonia 1996)

Elber (Stuttgart 1997)

Effenberg (B. M'Gladbach 1998)

Jeremies (Munique 1860 1998)

Link (Schalke04 1998)

Zé Roberto (Leverkusen 2002)

Ballack - (Leverkusen 2002)

Oliver Kahn (Karlsruher 1994)

Podolski (Colonia (2006)

Mario Gomez (Stuttgart 2009)

Luiz Gustavo (Hoffenheim 2010)

Neuer (Schalke 04 2011)

Dante (B.M'Gladbach 2012)

Mandzukic (Wolfsburg 2012)

Goetze (Dortmund 2013)

Lewandowski (Dortmund 2014)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos