América tenta anular rebaixamento no Campeonato Carioca deste ano

O Campeonato Carioca pode ter uma grande mudança, na parte de baixo da tabela. O Advogado do América, Doutor Mauro Chidid, entrou com um mandato de garantia junto ao Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro, pedindo a anulação do rebaixamento da equipe, por causa de uma brecha no regulamento do torneio.

- Entrei com um mandato de garantia contra o diretor de competição da FFERJ, o senhor Marcelo Viana, em relação ao rebaixamento do America. Temos dois artigos específicos das competições, os artigos 19 e 23. O artigo 19 diz que a classificação geral será a seguinte, do nono ao último colocado serão observado a classificação do Grupo B, que é a Taça Rio. No parágrafo único, diz que os pontos dos jogos da semifinal, final e Taça Rio não contarão para classificação geral. E no artigo 23 diz que as duas últimas agremiações na classificação geral serão rebaixadas. Ou eu levo em consideração apenas a Taça Rio, ou eu levo em consideração toda a competição na classificação geral. O regulamento permite uma interpretação dupla. Eu tenho uma que é favorável ao America - explicou o advogado.

O advogado evitou polêmicas e afirmou não saber quais equipes de fato teriam de ser rebaixadas para a segunda divisão do ano que vem. Mauro deixou claro que não quer problemas com outros clubes, mas que seu dever é defender os direitos do clube americano.

- Estou pedindo primeiramente uma liminar, para não ser homologado essa classificação geral, que não é geral. Não cabe a mim, dizer quem vai ser rebaixado, compete a mim, falar que o America não vai ser rebaixado. Não sei quem será rebaixado ou se terá algum rebaixado. O regulamento foi tão mal redigido, mesmo aprovado pelos clubes, que ele dá brechas para que o America entre na Justiça Desportiva e peça que a classificação geral seja anulada, e foi o que pedimos. Agora a liminar vai para o presidente do Tribunal. Não estou pedindo para cancelar o campeão, o que eu quero é que a classificação geral seja homologada de maneira correta, pois a classificação geral divulgada pela FFERJ diz respeito a Taça Rio, e o regulamento diz que a pontuação da Taça Rio não será computado. Ou seja, fizeram uma grande embrulhada. No meio dessa embrulhada, cabe ao advogado ir lá e pescar alguma coisa que favoreça os interesses do clube - ressaltou.

O doutro Mauro Chidid afirmou que só entrou com o mandato de garantia junto ao Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro com o aval dos dirigentes da diretoria do América.

- Só entrei com o mandato de garantia, depois que isso passou pelo presidente do clube e pelo vice jurídico. Eles entenderam o caso, ficaram de acordo com o meu posicionamento de advogado, e me deram todas as chaves necessárias para entrar com a liminar. Vamos ver qual será a decisão, se o TJD-RJ vai ter a mesma interpretação que eu tive, que na verdade foi uma grande confusão do departamento de competições da FFERJ. Eles divulgaram a classificação geral no site, com a pontuação do America correspondente apenas na Taça Rio e no regulamento diz que a pontuação da Taça Rio não entrará no âmbito da classificação geral - frisou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos