Bauza comemora resultado e vê São Paulo com 'atitude' na Libertadores

O técnico Edgardo Bauza saiu do Morumbi muito satisfeito com a vitória do São Paulo por 1 a 0 sobre o Atlético-MG, nesta quarta-feira, pela Libertadores. No entanto, mais do que o resultado que coloca o Tricolor em vantagem nas quartas de final, o argentino comemorou a postura do time e o modo como tem se comportado na competição. Ele falou o seguinte sobre se a vantagem adquirida é suficiente para passar:

- É uma pergunta difícil de responder. Só vou responder quando terminar. Foi uma partida típica de Libertadores. Onde se enfrentaram duas equipes de possibilidades, cada uma a sua maneira. Tivemos no final. Saio muito satisfeito, mas não só porque ganhamos, se tivéssemos empatado também. Mas porque temos uma equipe competitiva. Hoje o São Paulo tem uma equipe competitiva. Não sei se vamos avançar, mas São Paulo já tem uma identidade e de agora em diante vamos crescer. É o que me deixa mais satisfeito. Vai ser muito duro, como foi hoje. Esperamos fazer uma boa partida e classificar - afirmou o treinador.

Bauza elencou os fatores que fizeram a equipe mudar de postura e citou os jogadores que atuaram sem totais condições físicas: Mena e Michel Bastos eram dúvidas, por lesão, e tiveram boa atuação. Michel foi o autor do gol da vitória.

- Tem a ver não só com o jogo, mas com todas as coisas que passaram. Hoje jogaram dois jogadores que praticamente não podiam jogar: Michel, Mena. E se entraram outros, foram bem, e rendem e jogam em bom nível. O elenco está bem. Mais do que o resultado, estou satisfeito porque vi uma equipe competitiva - afirmou.

O São Paulo fez um jogo muito truncado, realmente típico de Libertadores. O placar de 1 a 0 agora permite ao time de Bauza empatar ou perder por um gol, desde que faça um. Se o Galo devolver o resultado, a decisão será nos pênaltis. Qualquer outro garante os mineiros.

Confira outros trechos da entrevista com Bauza:

Lesão de Maicon

É o mesmo que Mena, Michel Bastos, vamos esperar amanhã e depois para ter um diagnóstico certeiro. Agora está com gelo e descansando.

Tamanho da vantagem

É mínima. Uma partida parelha, ganhou quem encontrou o gol. Depois, não te assegura nada. Lá vamos ter um trabalho duro. E não é que temos um plantel defensivo. Atlético-MG de mandante vai sair a atacar e teremos que batalhar. Contra Toluca também. No contra-ataque, tentar achar um gol. Na semana vamos tentar achar melhor os atletas.

Esperava partida tão intensa?

Sim, esperava essa partida, tem um grande técnico. Seu técnico tem essa identidade, de sair forte. Lá acho que deve ser a mesma postura, com diferente característica. Atlético vai sair a atacar, a gente a contra-atacar. Vai ser igual ou parecido. Duas equipes muito semelhantes, com distintas estruturas, e difíceis. Sabemos que se jogamos 90 minutos, nos falta 90. Estamos contentes com essa partida, mas faltam 90 minutos.

Bola aérea

Não somente para esse jogo, trabalhamos muito o jogo aéreo. Fazemos muito gols, defesa e ataque se trabalha muito. Atletico-MG tem jogadores muito altos, vamos ter trabalho. Teremos de trabalhar e muito porque vamos precisar.

Michel Bastos

Saiu da partida contra o Toluca machucado. Esteve quase três dias sem poder treinar. Fomos levando, e depois de testá--lo, chegamos a conclusão de que poderia jogar 20 minutos, 30, nada mais. Mandei Pintado perguntar se Michel estava sem dor, se não estava, entrava. Me avisaram que estava bem, por isso entrou.

Wesley e Michel, de criticados a heróis

A torcida é muito espontânea. E grita, diz o que sente. É um momento, e agora que estão jogando bem, o aplaude. E se fizer um gol mais, vai ser ídolo. É assim e como tem que ser. Algo que não fixo ??e na torcida e no que diz vocês. Eu me fixo no treinamento diário. Uma pena que Centurión esteja suspenso, porque vem em grande momento, e assim com todos.

São Paulo, LDU e San Lorenzo

Não tem nada que ver com eles. É diferente e tampouco a noite que perdemos contra o The Strongest. Escutei que estávamos fora da Libertadores, que éramos pior equipe, e estava correto. Sigo pensando que somos competitivos e difíceis, somos candidatos mas temos um rival difícil.

Mena

O valor de Mena é a valentia. Tinha um problema em seu tornozelo direito, e fez mágica para jogar. Jogou no nível que habitualmente vemos, não passou tanto ao ataque. Está com a perna no balde de gelo, estará dois dias assim, esperamos que possa se recuperar para a próxima partida.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos