Preocupado com arbitragem, presidente do Galo considera ir à Conmebol

Preocupado com a atuação da arbitragem no primeiro confronto entre Atlético-MG e São Paulo, pelas quartas de final da Copa Libertadores, o presidente do Galo, Daniel Nepomuceno, assegurou que tomará providências para evitar um eventual prejuízo no próximo encontro entre as equipes.

- Pego o avião e vou lá direto conversar na Conmebol. O que não vou aceitar é ir árbitro ruim para o Independência - comentou o presidente, que também fez referências ao ofício enviado pelo Tricolor paulista à Conmebol na última segunda-feira.

- Foi desastrosa a arbitragem. A Conmebol tem que parar de aceitar a pressão dos times. Esse juiz não serve para apitar Libertadores, que é pegada. Não dá para distribuir dez cartões e sofrer pressão - declarou.

O volante Donizete também não gostou da atuação do árbitro colombiano Wilmar Roldán.

- Difícil jogar contra um juiz assim. Na dúvida, é tudo para eles. Amarelou o time no primeiro tempo inteiro. Tiveram um monte de faltas semelhantes do São Paulo e ele não marcou nada. Tem que ver isso. O presidente do São Paulo falou e isso ajudou muito eles, mas a equipe está de pé ainda e agora é lá (no Independência) - comentou o jogador atleticano.

Para a partida de volta, a arbitragem de Atlético-MG e São Paulo estará representada pelos uruguaios Andrés Cunha, Carlos Pastorino e Horácio Ferro. A partida acontecerá na próxima quarta-feira, às 21h45, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos