Tchê Tchê mantém apelido, dança sertanejo e se surpreende com chance

O versátil Tchê Tchê foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira pelo Palmeiras, em Atibaia, mas já faz parte do elenco há alguns dias e inclusive é um dos prováveis titulares de Cuca para a estreia no Campeonato Brasileiro, neste sábado, às 16h, contra o Atlético-PR. Surpreso com a moral recebida do professor desdes os primeiros dias no Verdão, o jogador se divertiu ao contar do trote que sofreu do elenco ao ser apresentado.

"Imagina que esperava, você chega num clube como esse com muita humildade, pés no chão, pronto para buscar o espaço, mas eu vou ajudar como puder, estou pronto para fazer meu melhor e chego para contribuir da melhor maneira possível. Cuca conversou um pouco comigo, disse que eu precisava ficar esperto porque poderia ajudar em muita coisa, então é isso que vou fazer, trabalhar com muita humildade para ajudar meus novos companheiros", disse o meia, que também tem sido testado na lateral-direita.

O apelido, fruto da imaginação de um amigo de infância, remete a uma música do cantor sertanejo Gusttavo Lima, a qual o jogador foi ''obrigado'' a dançar para o elenco em sua apresentação. Sorridente e com a camisa 32, que era o lateral Lucas no ano passado, Tchê Tchê contou que seus dotes para a dança são quase nulos.

"Saiu na internet eu dançando sertanejo, não é muito a minha, mas tudo bem, isso acontece mesmo. Sempre lembra a música Gusttavo Lima e você, tchê re re tchê tchê (risos). Vamos deixar isso aí de lado", brincou, ele foi flagrado no Snapchat de Gabriel Jesus.

Desde que deixou o Osasco Audax para integrar o elenco do Palmeiras, Tchê Tchê já foi apresentado ao projeto do clube, que trata a conquista do Campeonato Brasileiro como obsessão depois de um primeiro semestre frustado. Depois dos aprendizados conquistados com o ''paizão'' Fernando Diniz em seu ex-clube, o garoto mostrou estar afinado com o Verdão.

"O trabalho é totalmente diferente, a qualidade dos atletas é indiscutível, sempre foi falado desde a minha chegada que o objetivo é o Campeonato Brasileiro e vamos buscar isso jogo após jogo. Uma coisa que eu aprendi muito com o Diniz, ele é um pai para mim, foi ter essa versatilidade. Vou trabalhar da melhor maneira possível, pés no chão", finalizou.

Quando ainda estava na Ponte Preta, Tchê Tchê ainda usava o nome Danilo Neves e fazia as vezes de um camisa 10. Após o ótimo Paulistão com o Audax, hoje pode ajudar o Alviverde em outras posições. No treino desta quinta-feira, mais uma vez revezou com Jean na lateral-direita e como volante. Foi apresentado pelo vice Antonio Jesse Ribeiro.

"Nós recebemos aquele que através do jornalista foi escolhido o melhor meia e revelação do Campeonato Paulista. Em nome do presidente Paulo Nobre, temos a honra de apresentar Tchê Tchê", disse o cartola.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos