Jogador argentino é assassinado após reagir a assalto na porta de casa

Um triste caso de violência vitimou o jogador Rodrigo Espíndola, do Nueva Chicago, da Argentina. Junto ao filho de seis meses e esposa, o zagueiro foi abordado por ladrões na porta de sua casa. Ao tentar impedir a entrada dos criminosos, foi baleado no abdômen. A tragédia aconteceu na noite da última quinta-feira.

Espíndola, de 26 anos, ainda foi levado para o hospital, mas, bastante ferido, não resistiu e faleceu na madrugada.

Via Twitter, alguns jogadores prestaram condolências à família de Rodrigo Espíndola e lamentaram o episódio de brutalidade e covardia.

- Que injusta é a vida... Que tristeza. Muita força à família de Rodrigo Espíndola neste momento - postou o atacante do São Paulo Jonathan Calleri.

Outro argentino, Walter Montillo, que atuou por aqui no Santos e Cruzeiro, também se mostrou inconformado.

- Meu mais sentido pêsame à família de Rodrigo Espíndola. Até quando vamos seguir assim? Daqui a pouco estarão matando todos - disse o meia do Shandong Luneng, da China.

Ex-clube também lamenta

O Racing, um dos clubes da carreira de Rodrigo Espíndola, divulgou um comunicado em seu site oficial. Confira:

- Em 2013, ele fez parte da nossa instituição, vestindo a camisa do Racing. O clube pelo Conselho de Administração manifesta a sua mais profunda tristeza e envia sinceras condolências à sua família, colegas e amigos neste momento difícil - diz o Racing.

Clube mais popular da Argentina, o Boca Juniors também usou a internet para homenagear o zagueiro.

- O Boca lamenta o falecimento do jogador Rodrigo Espíndola e acompanha a dor de seus familiares. Justiça - diz o Twitter do clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos