Ídolos de Atlético-MG e São Paulo esperam duelo repleto de alternativas

Atlético-MG e São Paulo escrevem nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), mais um capítulo de um clássico nacional pautado por jogos decisivos. O Tricolor paulista entrará em campo com leve vantagem por ter vencido o jogo de ida das quartas de final da Libertadores. Já o Galo se acostumou nos últimos anos a reverter resultados dentro de casa, inclusive na Libertadores.

Diante de um cenário com diversas possibilidades o LANCE! foi ouvir ídolos dos dois clubes para saber o que esperavam deste jogo. Dadá Maravilha e Marques pelo lado do Atlético-MG; Ronaldão e Aloísio Chulapa, representando o São Paulo, deram suas opiniões sobre a postura das equipes, jogadores e mesmo quem acreditam que será o vencedor.

MARQUES

Não acredito que seja um confronto de muitos segredos. O Aguirre faz mistério com relação a escalação, mas a atitude da equipe precisa ser de jogar em cima do adversário o tempo todo. Os 15 primeiros minutos são importantes. O Galo tem força ofensiva e pode conseguir um gol rápido, mas o São Paulo tem uma equipe habilidosa, que pode cadenciar o jogo, sobretudo com o Ganso no meio.

 

Acho que para essa partida o Cazares pode ser uma preça-chave. Ele é o queridinho da torcida e o Aguirre conseguiu recuperá-lo na parte física e mental. Acho que pode ser um duelo com muitas possibilidades para ele.

 

ALOÍSIO CHULAPA

Vai ser um jogo muito difícil, apesar do São Paulo ter a vantagem do empate. Espero que no contra-ataque o São Paulo consiga surpreender o Atlético. Espero que seja um jogo melhor em relação ao primeiro duelo. Se deixar o Tricolor chegar vai ser difícil segurar. Acredito que o vencedor desse duelo será o campeão da Libertadores.

DADÁ MARAVILHA

O Galo encara o São Paulo em uma fase crescente do adversário. Mas é preciso sufocar desde o início. É a mesma tática que o Telê Santana utilizou no Brasileiro de 1971. Ninguém tinha um preparo melhor que o nosso. O Atlético anulando o Ganso e o Michel Bastos acaba o time deles. O goleiro deles (Denis) está nervoso, é preciso finalizar que ele vai pipocar.

Estou preocupado com o desempenho do Robinho. Está longe de ser aquele jogador do Santos. Me parece que ele não está bem fisicamente, e o corpo não acompanha a mente nesse momento. Afinal, o ditado no futebol diz que "Quem sabe não esquece" Mas ele tem crédito.

RONALDÃO

Acho que o São Paulo leva para Minas uma vantagem considerável por ser um clássico nacional. É um fator altamente positivo. Por outro lado o Atlético mostrou nos últimos anos que consegue reverter vantagens quando decide em casa.

Por isso o São Paulo não pode entrar em campo jogando pela vantagem. Se atuar recuado não vai suportar a pressão que o Atlético, com uma grande equipe, costuma fazer dentro do Independência. É preciso jogar o jogo e buscar a vitória desde o início. Se avançar pelo empate ai é consequência.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos