Cris Cyborg desmente UFC e acusa franquia de manipulação

Campeã dos penas do Invicta, Cris Cyborg teve sua próxima luta pelo Ultimate anunciada no programa "UFC Tonight", diante de Germaine de Randamie, em peso-casado no UFC 201, que acontece em Atlanta (EUA).

No entanto, a brasileira não gostou nada da divulgação e foi as redes sociais desmentir o suposto combate, que segundo ela, não irá acontecer.

- Minha próxima luta vai ser no meu peso 65,7 kg, onde defenderei o cinturão no Invicta FC. Peso-casado apenas com Ronda Rousey ou Miesha Tate. Sou campeã nos 65,7 kg, o UFC não tem minha categoria, tudo bem! Mas não tem o direito de deletar a minha divisão...Não adianta tentar manipular meus fãs, estarei defendendo o meu cinturão na próxima luta - disse a paranaense, explicando a recusa.

- Foi muito difícil bater 63,5 kg, tive que treinar três vezes por dia e estou fazendo um documentário que, em breve, vai estar online para vocês verem. Minha saúde é mais importante, tenho apenas 30 anos e posso lutar mais 10 anos. Em todas as mídias que tive que fazer para a minha luta, não pude levar o meu cinturão para mostrar que sou campeã. Fui proibida - disparou Cris.

Cris Cyborg estreou no UFC, no último sábado (14), em evento realizado em Curitiba, onde nocauteou a americana Leslie Smith em apenas 81 segundos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos