Jayme admite péssimo resultado, mas pede paciência à torcida

O Flamengo sofreu uma eliminação histórica na Copa do Brasil, nesta quarta-feira, ao ser derrotado pelo Fortaleza, por 2 a 1, em Volta Redonda. Coube ao auxiliar técnico Jayme de Almeida - substituindo Muricy Ramalho - dar explicações sobre o resultado negativo. Ele evitou procurar culpados e pediu paciência aos torcedores, em meio à crise no futebol.

- Teremos que melhorar, não adianta ficar aqui dizendo que está uma maravilha. Se o time melhorar, a coisa anda. Temos de acreditar no trabalho, acreditar nesses jogadores, na comissão, não tem alternativa. Pedimos paciência, sei como é difícil falar isso, sou flamenguista, ninguém está satisfeito. Decepcionado é a palavra, mas está todo mundo pensando em reverter isso, fazer um Brasileiro muito digno, o que o Flamengo almeja - afirmou.

Jayme falou várias vezes que é preciso corrigir os erros para melhorar o quanto antes, de olho no Brasileiro. Como qualquer rubro-negro, o auxiliar técnico classificou a derrota como péssima.

- Temos de ver que o resultado foi péssimo. Foi muito ruim, não esperávamos, mas temos de levantar a cabeça. Precisamos ver o que erramos e corrigir nossos erros, para dar sequência no Brasileiro. Não podemos achar que está tudo uma droga, mas temos que corrigir os erros - considerou.

A princípio, Jayme deve comandar o Flamengo no próximo domingo, contra o Grêmio, na casa do adversário. Isso porque Muricy Ramalho ainda será avaliado pelo seu médico pessoal para saber quando poderá voltar ao trabalho.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos