Roland Garros inicia modernização em seu complexo esportivo

O torneio de Roland Garros anunciou uma série de ampliações em sua infraestrutura. Criticado por conta da obsolescência de suas instalações, os organizadores lançaram um plano ambicioso para, segundo eles, transformar o complexo no melhor do tênis mundial.

Admitindo que, apesar de estabilizado como um major, o complexo "necessita ser modernizado", os trabalhos começaram em outubro passado, custarão mais de 400 milhões de euros e serão totalmente concluídos apenas em 2020.

O grande foco é a ampliação das instalações para jogadores e seus staffs e dos espaços disponíveis ao grande público, que relatava ver um torneio maravilhoso em uma área espremida. Para tal, o complexo será aumentado em 2,5 hectares.

Para começar, todas as 18 quadras terão iluminação artificial, abrindo a possibilidade de jogos acontecerem após o esgotamento da luz natural.

Palco dos grandes jogos, a quadra central Philippe Chatrier ganhará um teto retrátil e toda uma infraestrutura além do palco de duelos, com a construção de novos restaurante e vestiário exclusivos para jogadores e seus técnicos, além de uma moderna área de fisioterapia. A área será aumentada em 1700 m2, mas sua capacidade permanece em 15 mil pessoas.

A Suzanne-Lenglen, segunda maior quadra do torneio, que comporta 10 mil pessoas, terá sua área de aquecimento e seu centro médico ampliados em área. Novas salas de fisioterapia privada serão adicionadas, ainda.

A quadra 1, outrora estigmatizada como cemitério dos grandes tenistas, será demolida. Duas novas quadras principais serão construídas: a Le Jardin des Serres D'Auteil terá capacidade para 5 mil pessoas, enquanto a Founds des Princes suportará até 2.200 espectadores. A superfície de jogo das quadras 4 e 5 serão alargadas.

O novo Centro de Treinamento Jean Bouin terá nove quadras cobertas e idênticas às usadas na competição. Ele ainda conta com uma extensa gama de serviços aos jogadores, como centro médico, salas de fisioterapia, instalações para recuperação dos atletas, com banheiras de gelo, academia altamente moderna e um restaurante com comida "do mais alto nível".

Os representantes ainda pontuam que as quadras e bolas estarão 'de volta a seu melhor estado', a disponibilidade de comida será dobrada, começará desde a segunda feira do qualifying para os jogadores das chaves principais de simples e duplas - pois muitos já estão em Paris a essa altura, treinando -, totalizando três semanas, e que a comida terá "melhor qualidade, acrescida de um faro gourmet".

Por último, foi anunciado que haverá uma otimização no serviço de transportes, com o aumento no número de carros e motoristas disponíveis, especialmente nos horários de pico.

Mudanças para 2016

Como consequência das obras, perdem-se duas quadras em 2016 - serão dez disponíveis para jogos e sete exclusivas para treinamento.

O canteiro de obras será suspenso durante a realização do torneio. Uma área temporária será disponibilizada para circulação do público, compensando aquelas que estão fechadas.

Vagas olímpicas decididas em Paris

Como se não bastasse o fato de ser um dos quatro maiores eventos do tênis, Roland Garros terá, em 2016, um atrativo a mais: já que a lista definitiva para o tênis olímpico sai no dia 06/06, um dia após o término do torneio, ele é a última oportunidade para os jogadores garantirem seu lugar no maior evento esportivo do planeta.

O classificação ocorre da seguinte forma:

Os 56 melhores ranqueados da ATP e da WTA têm vaga garantida no Rio. O único fator que impediria um tenista que está nessa faixa do ranking de disputar os Jogos é o limite de quatro representantes por país.

Além disso, quatro homens já anunciaram que não virão ao Rio, disponibilizando mais espaço àqueles de menor ranking. Entre as mulheres, ainda não tivemos pronunciamentos acerca da questão, contudo Maria Sharapova deve ficar de fora por conta da acusação de doping ainda a ser julgada.

Com tudo isso, as relações, tanto no masculino quanto no feminino, devem ter corte além do 70º lugar do ranking, aproximadamente. Os atletas sonham entrar no complexo olímpico ornamentados com as cores de sua pátria. Portanto, a disputa no 16º arrondissement parisiense será mais intensa do que nunca.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos