Por salário alto, Santos tem pressa e negocia Damião com clube nordestino

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

    Leandro Damião não voltará a vestir a camisa do Santos

    Leandro Damião não voltará a vestir a camisa do Santos

Apesar do advogado do centroavante Leandro Damião, Ricardo Gehling, ter afirmado à reportagem do jornal "Lance!" que o jogador não receberia salários do Santos até junho de 2017, período em que ficou acertado seu empréstimo, o Peixe interpreta o acordo de outra maneira e corre contra o tempo para arrumar um novo interessado em Damião após o fim do contrato com o Real Betis (ESP).

A diretoria entende que o vínculo do atleta com o clube volta a valer ao final do empréstimo com os espanhóis, em julho, e teme o salário do jogador, de quase R$ 700 mil por mês.

Reconhecendo que não há clima para o retorno de Leandro Damião após o jogador entrar na Justiça contra o Peixe, a diretoria já se movimenta nos bastidores da Vila.

Assim, o clube tem pressa para buscar um interessado em receber o atleta. A ideia da diretoria é envolver Damião em possíveis trocas por outros jogadores. Nos últimos dias, um clube do Nordeste procurou a diretoria santista e manifestou o desejo de contar com o centroavante a partir de julho. Antes, o Alvinegro tinha oferecido o atacante a outras equipes.

Paralelamente, o empresário do centroavante também lida com outros clubes. Seu estafe acredita que antes mesmo de 30 de junho pode acertar com outra equipe. Permanecer na Europa é uma possibilidade para o ex-camisa 9.

Leandro Damião foi comprado pelo Santos em 2013, do Internacional, por R$ 42 milhões com um empréstimo da Doyen Sports. Em 2015, ele foi emprestado ao Cruzeiro, até chegar no Betis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos