Daniele Hypolito conquista terceiro ouro na Copa do Mundo, em São Paulo

O hino nacional brasileiro foi entoado seis vezes na etapa de São Paulo da Copa do Mundo de ginástica artística. Mas ninguém o ouviu tantas vezes do alto do pódio quanto Daniele Hypolito. No encerramento da disputa no Ginásio do Ibirapuera, a paulista conquistou o ouro na prova da trave, seu terceiro na competição.

Daniele marcou 14,350 na decisão, superando Simona Castro, do Chile, que atingiu 13,050, e a também brasileira Rebeca Andrade, que conquistou 13,000 pontos no geral.

Dessa forma, Hypolito fecha sua participação com medalhas nas três decisões que disputou e, melhor, todas elas de ouro. No sábado, havia subido ao ponto mais alto do pódio no salto e, no domingo, repetiu a cena na trave e no solo.

A brasileira foi a atleta brasileira que mais conseguiu láureas em toda a competição, ao lado de Sérgio Sasaki, que fechou com um ouro e duas pratas. No geral, o "topo do pódio" no campeonato ficou com o Brasil, com seis ouros, quatro pratas a e três bronzes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos