Ginástica: apesar do baixo público, organização crê em sucesso em etapa da Copa do Mundo

A etapa de São Paulo da Copa do Mundo de ginástica artística, disputada no Ginásio do Ibirapuera, foi um sucesso. Pelo menos para a organização do evento. Com um baixo público nos dois primeiros dias de disputas, atletas de menor nível técnico e provas com menos competidores do que o mínimo, torneio serviu como "treino de luxo" aos brasileiros.

Na sexta-feira, durante as eliminatórias, e sábado, data das primeiras decisões, o público no ginásio foi muito pequeno. Neste domingo, houve um aumento no número de espectadores, mas o Ibirapuera ficou longe de sua lotação máxima. O valor dos ingressos pode ter sido um diferencial, já que o mais barato custava R$ 65 (cadeira superior da arquibancada), enquanto o mais caro valia R$ 230 (setor premium).

- Temos de entrar e fazer nosso trabalho, mas é claro que sentimos falta de um público maior - disse Daniele, no sábado, ao LANCE!.

A proximidade com o evento-teste para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que serviu como disputa pré-olímpica no último mês, afastou os principais competidores do mundo da etapa paulistana. Segundo a organização do evento, esse foi um ponto que decepcionou na realização da Copa.

- Foi uma data posterior ao evento-teste e anterior aos Jogos, e o foco está nessas disputas. Se eu pudesse dizer algo que poderia ter sido melhor, seria o número de participantes de renome - disse Fabiano Redondo, diretor da Marketing Redondo, organizadora da etapa.

Em algumas provas, inclusive, o número de classificados à decisão era menor do que o mínimo. Isso porque, nas principais competições de ginástica do mundo, oito competidores avançam à final. Em São Paulo, o salto masculino, por exemplo, tinha apenas seis atletas em disputa.

No próximo ano, a organização espera que o evento retorne a São Paulo, e irá submeter candidatura em junho desse ano. A disputa na capital paulista quase não aconteceu na cidade, já que a empresa cogitou realizar a competição no Rio de Janeiro, mas desistiu por conta dos altos custos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos