No 'estilo artilheiro', Joel se diz pronto para ser titular do Santos

  • Eduardo Knapp/Folhapress

    Com R. Oliveira fora, Joel terá chance de mostrar serviço como titular do Santos

    Com R. Oliveira fora, Joel terá chance de mostrar serviço como titular do Santos

Blazer, corrente, cores diferentes, calças alternativas e fotos, muitas fotos. É esse o estilo do camaronês Joel fora das quatro linhas, o que ele mostra frequentemente em suas redes sociais.

Já dentro de campo, a elegância fica de lado e a preocupação é uma só: gols. E é com o estilo artilheiro que ele quer ajudar o Santos a vencer o Figueirense nesta quarta-feira, às 19h30, no Orlando Scarpelli, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Sem Ricardo Oliveira, lesionado e sem prazo para retornar, a referência do Peixe para as primeiras rodadas do Nacional será Joel, que explica a alternância de estilos quando está de chuteiras e quando está sem seu tempo livre.

- Gosto de me vestir bem, de tirar fotos... Sou atacante, sobrevivo de gols. Tenho que executar isso da melhor maneira possível - explica o camisa 30 ao LANCE!.

Se fora das quatro linhas o jovem de 22 anos chama a atenção pela extravagância, com a bola nos pés ele aparece pouco, mas sempre na cara do gol. O badalado Ricardo Oliveira anotou sete gols na temporada, enquanto Joel, que passou a maior parte no banco de reservas, já tem cinco tentos na sua conta.

Mas, por enquanto, o desejo do camaronês de fazer gols é só para ajudar o Alvinegro. Pois desbancar o capitão santista nem passa pela cabeça de Joel, que reconhece o moral do camisa 9 do Peixe.

- Que eu faça bastantes gols. Se ele voltar, sei que ele é capitão, é fundamental, estou ciente disso. Enquanto eu tiver oportunidade, vou trabalhar pela vitória - diz.

Contratado como reserva imediato, ele comemora o fato de ter uma sequência de jogos pela primeira vez no Santos, já que antes Ricardo Oliveira era baixa por poucos jogos. Desta vez, ele deverá ter mais tempo para se entrosar entre os 11 titulares do Alvinegro.

Seja com o capitão pastor ou com o camaronês estiloso, a expectativa da nação santista continua sendo de bolas na rede.

Nesta quarta, a pontaria terá que ser precisa longe da Vila Belmiro.

Confira o bate-bola com Joel:

santos

Gosto de me vestir bem. E me vestindo bem, fico de bem comigo mesmo. Algumas pessoas gostam de pescar, eu gosto de me vestir bem, às vezes tiro foto. Não sei se é vício, defeito ou qualidade que tenho.

Como definiria seu estilo dentro de campo?

Sou atacante, sobrevivo de gols. Se sobrar para mim, tenho que ser capaz. Tenho que me concentrar e me preparar para executar da melhor maneira possível.

Como encara o fato de ter uma sequência como titular pela primeira vez no Santos?

O fato de ter uma sequência, será resultado do trabalho. Estou preparado, pronto para dar meu melhor e ter uma sequência de jogos. Tive sequência no Cruzeiro, mas me lesionei. Espero ter sequência aqui e ajudar da melhor maneira.

Estava ansioso por isso?

Ansiedade pode atrapalhar. Tem que manter a calma, fazer o que faz no treino. Se fizer gol, melhor ainda!

Recentemente você saiu de campo dizendo que não estava contente com sua atuação. Você se cobra muito nos treinos e jogos?

Eu me cobro muito. Quando perco um gol, não fico feliz. Sei que posso, por isso me cobro. Não me cobro pelo que não posso. Se erro, me cobro muito, me concentro para poder melhorar

Tem o costume de conversar com o Ricardo Oliveira?

Sim, ele passa confiança, passa dicas, motiva, isso é muito importante. Conversamos sobre movimentação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos