Ederson revela ser fã de Rogério Ceni e admira história do ex-goleiro

Pela primeira vez na Seleção Brasileira, Ederson terá a oportunidade de trabalhar com seu grande ídolo. Na entrevista coletiva desta quinta-feira, o jovem goleiro revelou grande admiração por Rogério Ceni, ex-goleiro do São Paulo, que fará parte da comissão técnica de Dunga na Copa América Centenário. Ederson falou que já treinou faltas no Rio Ave, também de Portugal, mas não é por isso que admira o ex-jogador.

- Meu ídolo sempre foi o Rogério Ceni. Não por bater falta, mas pela história que construiu no São Paulo, o amor que carregou no peito. É isso que pretendo construir num clube. Não pretendo continuar (cobrando falta). Foi apenas opção do treinador, que insistiu. Acabei indo bater, mas não fui feliz. Fiquei feliz em saber que ele (Rogério Ceni) vinha fazer parte da comissão. Espero aprender muitas coisas e escutar histórias dele - disse Ederson.

Ederson falou sobre a diferença entre os treinos do Benfica e da Seleção e também sobre a oportunidade de trabalhar com Taffarel, que atuando, só o assistiu em vídeo.

- Não cheguei a vê-lo jogar, só por vídeo. Vi que foi um excelente goleiro e procuro criar coisas boas dele para trazer para mim. Está sendo muito bom trabalhar com ele. É um trabalho um pouco diferente do que eu vinha realizando no Benfica. Lá é mais técnico, trabalhamos muito um contra um, jogo com os pés. Aqui, é mais carregado, de força, pegada. É bom porque sai da zona de conforto.

Goleiro de 22 anos é o favorito para defender a mete brasileira na Olimpíada, mas garantiu que cabeça está totalmente focada para a Copa América.

- O foco está totalmente na Copa América. Não posso olhar lá para frente. Se pensar nas Olimpíadas, pode atrapalhar um pouco. Tenho que estar focado na Copa América.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos