'Vitória do alívio. Mas ainda há muita estrada pela frente'

Foi um alívio para o Flamengo a vitória sobre a Ponte Preta em Campinas, uma cidade na qual ele não costuma se sair muito bem. Vencer fora de casa, de virada, indica poder de reação. Teve também: o golaço do Jorge que merece aplausos até da torcida adversária; e uma estreia com o pé direito do treinador interino Zé Ricardo, com o time mostrando uma atitude diferente dos rodadas anteriores, embora o Flamengo tivesse levado sufoco nos minutos finais. Enfim, a vitória traz alívio aos jogadores que puderam desembarcar sem medo de represálias de arruaceiros.

Mas é importante que todos no Flamengo tenham em mente que o resultado foi bom, mas apenas atenua o momento de tensão, como um remédio que acaba com a dor no mesmo segundo. Mas todos sabem que a dor voltará no dia seguinte a não ser que seja feito um tratamento profundo.

Dá para confiar no time? E como diz Arão, "chegou ao campeonato"? Melhor esperar um pouco. O Flamengo apenas venceu a Ponte, que é um time frágil, estará brigando para não cair. Felizmente, o Flamengo tem uma tabela bem simpática neste início de Série A e pode ganhar confiança. Agora enfrentará o Vitória, que é superior à Ponte, mas apenas um rival mediano. E o jogo será em casa. Caso faça o seu trabalho bem feito e ganhe os três pontos, o Rubro-Negro conseguirá trabalhar em paz por mais algum tempo, se preparando para a bateria de jogos contra os reais candidatos ao título. E a partir daí é que se pode começar a tentar imaginar até onde o time vai.

Carlos Alberto Vieira é editor e colunista do LANCE!

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos