Tribunal pede prazo, adia sessão e Yago segue fora no Corinthians

O julgamento do zagueiro Yago, que foi flagrado no exame antidoping ainda no Campeonato Paulista, foi adiado para o dia 6 de junho. O julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista aconteceria nesta segunda-feira, mas o órgão pediu um prazo maior para analisar os fatos e a defesa do clube.

Yago está suspenso preventivamente por um mês desde o dia 10 de maio. O zagueiro usou a substância betametasona, anti-inflamatório contra dores nos joelhos. Ele foi flagrado no exame antidoping após a partida contra o Santos, na oitava rodada do Estadual.

O departamento médico do Timão se responsabiliza pelo caso. Joaquim Grava, consultor médico do clube, disse que a substância foi citada na súmula da partida, e o anti-inflamatório é permitido desde que não usado em quatro de cinco formas possíveis.

Suspenso preventivamente, Yago tem treinado entre os reservas durante as atividades no CT.

Sem Yago e Balbuena, que está com a seleção paraguaia para a Copa América, o técnico Tite tem escalado a dupla de zaga com Felipe e Vilson. Pedro Henrique, promovido da base, é banco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos