Comemoração de CR7 na final da Champions gera mal-estar na Adidas

O atacante Cristiano Ronaldo converteu o pênalti que definiu a vitória do Real Madrid sobre o Atlético de Madrid na decisão da Liga dos Campeões da Europa, no último sábado, no San Siro, em Milão. Eufórico, o português comemorou de uma forma que desagradou a fornecedora esportiva dos Merengues.

Segundo o site "Marketing Esportivo", a Adidas não gostou de ver a camisa do jogador atirada no gramado enquanto o gajo corria para saudar a torcida do Real Madrid. A empresa alemã, obviamente, queria aparecer naquele momento histórico, no corpo do craque merengue.

A Adidas negocia com o Real Madrid um contrato semelhante ao do Barcelona com a Nike, o que renderia aos Blancos cerca de 100 milhões de euros (R$ 403,4 milhões) por temporada.

O Real Madrid ganhou o 11º título da Champions ao bater o Atlético de Madrid por 5 a 3, nos pênaltis, após o empate no tempo regulamentar e prorrogação por 1 a 1.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos