Xeque-mate! Com gol no fim, Timão vence Peixe em duelo de estrategistas

Dorival mexeu suas peças para tentar dar um nó em Tite, que nesta semana nem comandou treinos táticos. Tite apostou na sequência, e se deu bem. Com gol marcado por Giovanni Augusto aos 36 minutos do segundo tempo, após bate-rebate na área, o treinador do Timão venceu o duelo de estrategistas com o comandante do Peixe e chegou à terceira vitória consecutiva na temporada. Além disso, espantou um jejum de dois clássicos sem alcançar resultado positivo. Já o Peixe, alcançou o número três na marca de jogos sem vitória. Xeque-mate!

"Jogaremos mais ou menos como o Corinthians joga", disse Dorival, antes do jogo, para tentar explicar suas mudanças. Isto significa que o técnico do Santos adotou uma espécie de 4-1-4-1 no momento defensivo, com Elano à frente e muita marcação no meio. O Corinthians atacava com a mesma formação neste duelo de estrategistas em Itaquera. Quem moveu a primeira peça foi o Santos, com batida de pé esquerdo de Renato após escanteio, mas grande defesa de Walter. Quem diria...

"Minha ideia é manter o padrão para buscar a vitória", sentenciou Tite, também antes do jogo, para dizer que não havia necessidade de mudanças. Isso significa que o Corinthians partiria para cima de seu adversário em Itaquera, e assim foi. O bombardeio não tardou: chute de fora da área de Cristian que Vanderlei se atrapalhou, mas defendeu, além de um milagre do goleiro santista depois de cabeceio de Luciano e mais uma tentativa do centroavante depois de bela jogada individual de Giovanni Augusto.

"Sério, não dá para prever nada desse jogo", alguém me disse, na entrada da Arena. E não dava mesmo. Apesar de partir para cima e mostrar clara superioridade, o Corinthians enganchou na marcação do Santos e não teve espaço para criar. Guilherme, que vinha bem, pouco produziu. Dos pontas, só Giovanni Augusto mostrou certo repertório, enquanto os volantes pouco ajudavam e os laterais não produziam tanto - a estratégia de levantar bola na área não dava mostras de muita eficiência.

"Santos sempre Santos, dentro ou fora do alçapão", diz o hino do Peixe, e o espírito do time no segundo tempo foi mais ou menos esse. Dorival acionou Paulinho, Joel e Rolón, ganhou qualidade na ação ofensiva, mas seguiu pressionado. Afinal... "Tu és o orgulho dos desportistas do Brasil", já diria o hino do Timão.

Aos 36 minutos do segundo tempo, Guilherme insistiu pelo lado esquerdo e levantou a bola na área do Santos. Felipe e Cristian tentaram o desvio, e o segundo conseguiu escorar, com notável qualidade e inteligência. Eficiente, Giovanni Augusto dominou no peito e bateu com firmeza. Desta vez, nem Vanderlei salvou. E xeque-mate!

O Corinthians agora volta a jogar no próximo sábado, às 20h30, novamente na Arena onde está invicto desde agosto do ano passado. O Peixe, por sua vez, entra em campo no domingo, às 11h, contra o Botafogo. A partida será no Pacaembu.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 0 SANTOS

Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)

Data-Hora: 1/6/2016 - 21h

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA-RS)

Auxiliares: Miguel Ribeiro da Costa (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)

Público/renda: 30.187 pagantes/R$ 1.460.047,00

Cartões amarelos: Zeca, Vitor Bueno (SAN)

Cartões vermelhos: -

Gols: Giovanni Augusto (36'/2ºT) (1-0)

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Felipe, Vilson e Uendel; Cristian, Bruno Henrique (Rodriguinho, aos 30'/2ºT), Giovanni Augusto, Guilherme e Marquinhos Gabriel (Lucca, aos 15'/2ºT); Luciano (André, aos 34'/2ºT). Técnico: Tite.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno e Elano (Joel, aos 23'/2ºT); Léo Cittadini (Paulinho, no intervalo) e Serginho (Maxi Rolón, aos 30'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos