Técnico de Portugal teme CR7 como alvo de terrorismo na Eurocopa

  • Paulo Duarte/AP

O técnico de Portugal, Fernando Santos, reconheceu que sua seleção pode ser um dos alvos de possíveis ataques terroristas durante a Eurocopa, que será realizada na França de 10 de junho a 10 de julho. Isso porque os lusitanos terão a presença de Cristiano Ronaldo, jogador mais midiático do torneio.

Com toda a atração que cerca o jogador, vem também a preocupação com a segurança. Principalmente na França, que sofreu com atentados terroristas em novembro do ano passado, causando a morte de 130 pessoas.

"Como todos sabem, Portugal é considerado um dos times com alto risco devido à presença de Cristiano Ronaldo, mas estamos preparados para isso. Na verdade, isso será responsabilidade da segurança francesa. Nossos torcedores terão de entender que, em certos momentos, não poderemos liberar nossos jogadores como gostaríamos", informou o treinador.

Fernando Santos admitiu que Cristiano Ronaldo é peça-chave para a seleção portuguesa, mas afirmou que a equipe tem outros bons valores. Sem o craque do Real Madrid, que está em miniférias em Ibiza, os lusitanos perderam para a Inglaterra por 1 a 0.

"Com certeza Cristiano é importante para nós. Eu tenho uma boa equipe, especialmente no ataque, mas foi uma partida diferente porque era um amistoso e porque jogamos com dez homens", disse o comandante, em alusão à expulsão do zagueiro Bruno Alves ainda na primeira etapa do duelo contra os britânicos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos