Atlético-PR vence o Santa Cruz e deixa a zona de rebaixamento

Superior em grande parte do confronto, o Atlético-PR derrotou o Santa Cruz por 1 a 0, na tarde deste sábado, atuando diante da sua torcida, na Arena da Baixada. O volante Deivid marcou o gol que tirou o Furacão da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro no duelo que abriu a sexta rodada da competição. Clique aqui e veja como foi a partida lance a lance.

O Atlético, agora com sete pontos e momentaneamente na 11ª colocação, voltará a atuar pelo Brasileirão no próximo sábado, dia 11, quando visitará o São Paulo, no Morumbi, às 21h. Já o Santa Cruz, no dia seguinte, receberá o Santos, no Arruda, às 19h. O time pernambucano segue com oito pontos e na sétima posição.

ATLÉTICO MELHOR, MAS NADE DE GOLS

O Atlético tomou de tomar a iniciativa logos nos primeiros minutos de bola rolando na Arena. Faltava, no entanto, transpor a eficaz marcação rival. Bem postado, o Santa Cruz oferecia resistência ao ataque rubro-negro, diminuindo os espaços dos comandados de Paulo Autuori. O resultado? Muitos passes errados nas tentativas de chegar ao gol de Thiago Cardoso.

Com o passar do tempo, o Atlético foi buscando outras alternativas. Aquela que foi a melhor chance de gol do primeiro tempo ocorreu aos 31 minutos, em finalização de Vinícius, que passou à direita do goleiro tricolor. O Santa respondeu pouco depois, em conclusão de Everaldo. Mas faltou inspiração para o time pernambucano, que foi pressionado nos minutos finais da primeira etapa. O Atlético teve mais posse de bola (60% contra 40%) e finalizações (oito contra duas), mas não teve precisão.

DEVID GARANTE O TRIUNFO DO FURACÃO

O Atlético voltou para a etapa final sem a inspiração desejada pela torcida, que vaiou o time em alguns momentos. Aproveitando do momento instável do rival, o Santa quase abriu o placar, após lançamento de Uillian Correia. Mas faltou objetividade para Everaldo, que ainda teria outra chance. Atacado, o Furacão, enfim, conseguiu traduzir a maior posse de bola em gol. O ataque pela esquerda terminou com uma finalização indefensável de Deivid, aos 14 minutos. Atlético na frente.

Já com as presenças de Keno e Arthur, o Santa Cruz ganhou fôlego em sua nova missão: buscar a igualdade. Mas não era dia do Santinha. Nem de Grafite. Autor de seis gols no Brasileirão, ele se esforçou, mas não fez a diferença. Aos 21, por exemplo, desperdiçou ótima chance. O Santa lutou até o fim, Milton Mendes tornou o time ainda mais ofensivo, mas o Atlético soube conter o ímpeto adversário e ainda levar perigo.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1 X 0 SANTA CRUZ

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)

Data-hora: 4/6/2015 - 16h

Árbitro: Wágner Reway (MT)

Auxiliares: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Fábio Rubinho (MT)

Renda/Público: Não divulgados.

Cartão amarelo: Danny Morais e Uillian Correia (SAT)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gol: Deivid, 14'/2ºT(1-0).

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Thiago Heleno, Wanderson e Sidcley; Deivid, Otávio e Vinícius; Nikão (Marcos Guilherme, 35'/2ºT), Walter (André Lima, 17'/2ºT) e Ewandro (Giovanny, 25'/2ºT) - Técnico: Paulo Autuori.

SANTA CRUZ: Thiago Cardoso; Léo Moura, Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, João Paulo (Bruno Moares, 38'/2ºT) e Lelê; Wallyson (Arthur, 18'/2ºT), Grafite e Everaldo (Keno, 12'/2ºT) - Técnico: Milton Mendes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos