Corinthians marca no fim, nocauteia o Coritiba e vira líder do Brasileirão

No dia em que a Arena Corinthians fez um minuto de silêncio em homenagem à memória do ex-boxeador Muhammad Ali, morto na última sexta-feira, o Timão quase foi a nocaute dentro de seu estádio, mas acabou salvo em uma luta emocionante nos últimos minutos. Derrotado até os 44 minutos do segundo tempo, o Timão marcou com o criticado André e o ousado Uendel, venceu o Coritiba por 2 a 1 e chegou à liderança do Brasileirão na sexta rodada. Um nocaute dos maiores!

O primeiro round, ou primeiro tempo, deu toda mostra de que o Corinthians queria nocautear logo seu oponente. Com 75% de posse de bola, controle de ações e cinco finalizações, o Timão fez do Coxa seu sparring, como se fosse um treinamento, mas faltou um pouco de eficiência nos golpes fatais - ou, como Tite gosta de dizer, no último terço do gramado.

Guilherme era o maior golpeador. Deu passe para Uendel que Wilson defendeu, iniciou jogada com Marquinhos Gabriel em que Luciano parou naa zaga e tentou puxar mais uma série de jogadas. Gancho, cruzado, direto, nada dava resultado. Aos 41 minutos, um lance causou polêmica: Felipe subiu para cabecear dentro da área, desviou e caiu no chão. Na sobra, Rafael Marques tentou afastar, mas chutou a costela do corintiano caído. Pênalti, certo? Nada disso! Anderson Daronco deu foi falta para o Coxa.

Apesar do domínio das ações do Corinthians, o Coritiba partiu para a trocação ainda no primeiro tempo, e fez bonito. Com um buraco na defesa pelo lado esquerdo, Dodô aplicou belo giro e lançou Negueba, que ganhou de Fagner na velocidade, observou a saída de Walter com "olhos de tigre" e bateu na saída do goleiro. Sem fazer gols desde novembro do ano passado, quando marcou justamente contra o Timão, o atacante do Coritiba subiu na imaginária escadaria de Rocky Balboa. Marcar contra o Corinthians é pra poucos.

Errado quem pensa que o Corinthians foi à lona. No segundo round, teve mais jogo: com Giovanni Augusto na vaga do apagado Marlone, o time da casa foi para cima. Bruno Henrique errou um chute na entrada da área, Marquinhos Gabriel não teve força suficiente para surpreender Wilson e o mesmo Bruno Henrique do lance anterior acertou a trave de cabeça após cruzamento de Uendel. Tinha mais! Danilo, que entrou no llugar de Cristian, concluiu após lindo lance, mas viu o goleiro defender.

O Corinthians seguiu na ofensiva, apesar de ter passado sustos em contra-ataques de Negueba, que obrigou Walter a realizar grande defesa, e Juan, que também fez o goleiro do Timão mostrar serviço. Marquinhos Gabriel, livre, teve chance aos 39, mas não aproveitou. Cinco minutos depois, a estrela de Tite brilhou. Acionado na vaga do zagueiro Pedro Henrique, André foi o primeiro herói da noite. Dentro da área do Coritiba, Uendel abriu espaço com um giro sobre a marcação e chute cruzado. André apareceu para empatar.

O ringue parecia pequeno para a emoção do torcedor corintiano, que jogou junto daquele instante até o último soar do gongo. Aos 49 minutos de um jogo prometido até os 50, Uendel desarmou no meio-campo e serviu Marquinhos Gabriel antes de entrar na área. O camisa 31 cruzou e o lateral subiu para cabecear no cantinho de Wilson e virar o jogo. Épico.

O resultado faz o Timão virar líder do Brasileiro, à espera do complemento da rodada. Agora cabe ao Coritiba assimilar o golpe e tentar se recuperar no próximo domingo, contra o Sport, no Couto Pereira. Já o guerreiro alvinegro desafia o Palmeiras também no domingo, às 16h, fora de casa. Vem mais nocaute por aí?

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 1 CORITIBA

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Data/horário: 4 de junho de 2016, às 20h30, sábado

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)

Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Rafael da Silva Alves (RS)

Público pagante/renda: 26.958 pessoas/ R$ 1.312.962,00

Cartões amarelos: Fagner e Cristian (Corinthians); Luccas Claro, Rafael Marques, Negueba e Ruy (Coritiba)

Gols: Negueba 46'1ºT (0-1); André 44'2ºT (1-1); Uendel 49'2ºT (2-1)

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Felipe, Pedro Henrique (André 32'2ºT) e Uendel; Cristian (Danilo 9'2ºT) e Bruno Henrique; Marquinhos Gabriel, Guilherme e Marlone (Giovanni Augusto 1'2ºT); Luciano. Técnico: Tite

CORITIBA: Wilson, Dodô (César Benítez 33'2ºT), Luccas Claro, Rafael Marques e Juninho; João Paulo, César González (Fábio Braga 25'2ºT), Ruy (Thiago Lopes 16'2ºT) e Juan; Negueba e Kleber. Técnico: Pachequinho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos