Costa Rica e Paraguai decepcionam e não saem do zero na Copa América

  • Hector Retamal/AFP

    Jogo foi difícil se assistir

    Jogo foi difícil se assistir

Fechando a primeira rodada do grupo A da Copa América, Costa Rica e Paraguai se enfrentaram em Orlando e empataram por 0 a 0. Ambos estrearam na competição com grandes expectativas.

A Costa Rica querendo surpreender novamente, assim como fez na última Copa do Mundo, quando avançou até as quartas de final, e o Paraguai buscando repetir o desempenho da Copa América do ano passado, chegando até a semifinal. Mas tecnicamente o duelo ficou muito abaixo do esperado. Mesmo descontados o forte calor e desgaste dos atletas, as equipes tiveram pouquíssimos momentos de emoção e pouco empolgaram.

Com o empate sem gols, a primeira rodada do grupo A foi finalizada. Às 21h da próxima terça-feira, a Costa Rica enfrenta o lanterna e anfitrião Estados Unidos, enquanto a líder (e único vencedor do grupo) Colômbia pega o Paraguai, às 23h30.

O jogo

Partida quente na temperatura e nos ímpeto dos jogadores. Muitos lances pegados e faltas duras marcaram a etapa inicial com poucos momentos reis de gol. O cenário que prevaleceu em campo foi de um Paraguai tomando mais a iniciativa e a Costa Rica buscando esfriar o adversário para equilibrar as ações, além de um duelo fraco tecnicamente e com poucas emoções.

Óscar Romero foi um dos destaques do Paraguai, se movimentando com qualidade para sair da forte marcação. Quando achou espaços entre as linhas defensivas, criou as melhores oportunidades para sua equipe. Nos lançamentos longos, os comandados de Ramón Días não tiveram sucesso. Quando calibraram o pé, a bola chegou a Lezcano, que até chegou a marcar, mas a arbitragem já pegava posição de impedimento.

Já a Costa Rica trocou muitos passes entre seus defensores, mas não conseguiu ficar com a bola na faixa central do gramado. Seus alas, Matarrita e Gamboa, não foram eficientes quando subiram ao ataque, e o meio-campo desorganizado quase não conseguiu rodar a bola e sair para o jogo.

Futebol fraco continuou o mesmo

Mudaram-se os lados, as alterações foram feitas, mas o nível do futebol continuou o mesmo na etapa final. Com exceção de alguns lances que tiraram os últimos suspiros do torcedor, a partida seguiu em um ritmo de morno para frio. A Costa Rica errando muitos passes e com muita dificuldade para construir, e o Paraguai explorando em excesso os lançamentos em longa distância que não davam certo.

Somente aos 25 minutos, o goleiro Pemberton foi finalmente exigido, caindo bem para segurar o desvio de Valdez. Este foi o melhor lance do Paraguai em todo o jogo. Nos 15 minutos finais, as equipes esboçaram suas últimas tentativas de marcar, mas a transição muita lenta da defesa para o ataque dos dois lados traduziu bastante o panorama desacelerado que foi a partida. Já nos acréscimos, Waston ainda recebeu o vermelho direto por uma falta no meio do campo e deixou o final de jogo ainda mais feio. 0 a 0 placar final.

COSTA RICA 0x0 PARAGUAI

Motivo: Primeira rodada, grupo A da Copa América Centenário

Data/Hora: 04/06/2016, às 18h (de Brasília)

Local: Estádio Citrus Bowl, em Orlando (EUA)

Árbitro: Patrício Loustau (ARG)

Auxiliares: Ezequiel Brailovsky (MEX) e Ariel Scime (MEX)

Cartões amarelos: Tejeda, Matarrita (COS); Jorge Benítez, Haedo Valdez, Derlis González (PAR)

Cartão vermelho: Waston (COS).

Costa Rica: Pemberton; Gamboa, Waston, Acosta, Duarte e Matarrita; Borges, Tejeda (Azofeifa - 13'2ºT), Bryan Ruiz (Bolaños - 32'2ºT) e Campbell (Venegas - 21'2ºT); Ureña. Técnico: Oscar Ramírez.

Paraguai: Villar; Valdez, Gustavo Gómez, Da Silva e Samudio; Ortiz, Piris, Derlis González (Iturbe - 43'2ºT) e Óscar Romero (Edgar Benítez - 24'2ºT); Lezcano e Jorge Benítez (Haedo Valdez - 27'2ºT). Técnico: Ramón Díaz. Técnico: Ramón Díaz.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos