Favorito, México encara a Celeste, sem Suárez, no deserto do Arizona

México e Uruguai, os favoritos do Grupo C da Copa América, se enfrentam neste domingo, às 21h (de Brasília), no Estádio da Universidade de Phoenix, no Arizona, na estreia das seleções na competição e que promete ser bem quente, pelo menos na temperatura. Nos últimos dias, os termômetros vem marcando entre 40 e 43 graus no horário do jogo.

Os uruguaios terão dureza. Além de não contar com Luís Suárez - que se recupera de lesão e deverá voltar apenas na última rodada da fase de grupos - o rival México praticamente jogará em casa (os imigrantes sempre lotam os jogos da sua seleção nos Estados Unidos) e vive um momento muito bom técnica e psicologicamente depois da chegada do treinador Luis Osório (que deixou o São Paulo para assumir a La Tri). Tanto que o time venceu os últimos oito jogos e não levou gol nos últimos sete (melhor marca desde 1971). Para completar, quase todo o elenco terminou bem a temporada, especialmente os "europeus" Jiménez (Benfica) Chicharito (Levekusen) e Guardado (PSV).

O momento mexicano é tão bom que até mesmo o astro argentino Messi disse que se uma seleção tem de ser considerada a favorita, esta é a do México. E o treinador Osorio não esconde a motivação.

- Sem dúvida esta Copa América poderá nos consolidar no cenário mundial. A meta é buscar a final e aí lutar pelo titulo, é claro - disse Osorio, que considera o Uruguai um dos adversários mais duros que terá pela frente.

A escalação do México é sempre uma incógnita, pois Osorio não repete o time e atua num esquema tático que depende do rival. Pode ser 4-4-2, 4-3-3 ou até mesmo o 4-2-4, o que indica que ele poderá entrar com segundo volante, um meia ou um atacante.

O Uruguai chegou nos Estados Unidos apenas na noite da última quarta-feira e fez o primeiro treino no dia seguinte. Embora não tenha em Suárez, o treinador Oscar Tabárez teve uma boa notícia: o meia Lodeiro se recuperou das dores no joelho e vai para o jogo. O técnico não definiu quem substituirá Suárez, mas tudo indica que será Rolan, o que deixa o outro atacante, Cavani, na sua função ideal, buscando o jogo.

- Sabemos que o México é forte, com jogadores que estão muito bem. Lógico que teremos um confronto bastante complicado. Mas ao mesmo tempo trata-se de uma partida na qual um resultado positivo ampliará a nossa motivação - disse Tabárez.

FICHA TÉCNICA:

MÉXICO X URUGUAI

COPA AMÉRICA - Grupo C - 1ª rodada

DATA E HORA: 5/6/2016 - 21h

LOCAL: Estádio da Universidade de Phoenix, Arizona (EUA)

ÁRBITRO: Enrique Cáceres (PAR)

AUXILIARES: Eduardo Cardozo e Milciades Saldívar, ambos do Paraguai

MÉXICO: Corona, Paul Aguilar, Reyes, Moreno e Layún; Molina, Dueñas (Peña ou Damm ou Jesús Corona), Herrera, Guardado; Jiménez e Chicharito Hernandez. TEC: Juan Carlos Osorio

URUGUAI: Muslera, Pereira, Giménez, Godín e Álvaro Pereira; Carlos Sánchez, Álvaro González, Arévalo Ríos e Vecino; Cavani e Rolan. TEC: OSCAR TABÁREZ

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos