Fluminense joga melhor, mas não consegue vencer Chape fora de casa

O Fluminense foi até Chapecó com boas credenciais. A boa atuação diante do Atlético-MG, no meio da semana, deu esperanças ao torcedor de que, se o time repetisse aquele desempenho, faria um bom jogo e traria os três pontos de Santa Catarina com facilidade. Mas não foi bem assim e o Tricolor acabou amargando um empate sem gols na segunda partida seguida fora de casa.

Primeiro, porque o jogo foi de qualidade inferior. Segundo, porque nada para o time de Levir Culpi tem sido fácil e tranquilo. E se está difícil para os jogadores, imagine para o torcedor que vê a equipe criar diversas oportunidades e não conseguir converter em gol.

A primeira e principal delas foi ainda no primeiro tempo. Scarpa fez ótima jogada pela linha de fundo e cruzou para trás. Jonathan chegou batendo e o zagueiro Gimenez rebateu. A bola sobrou limpa para Richarlison finalmente marcar pela primeira vez com a camisa tricolor. O camisa 19 fez o simples, bateu de primeira, rasteiro, mas Gimenez salvou novamente.

O jogo não era dos mais movimentados e no primeiro tempo, este foi o grande lance a ser citado. Veio a segunda etapa e Levir mexeu. Trocou Richarlison por Magno Alves. O Fluminense melhorou e passou a ter mais volume de jogo e criar mais oportunidades. Jonathan e Giovanni apoiavam mais e a Chapecoense foi recuando, esperando uma oportunidade para contra-atacar.

Dominando as ações, o Fluminense encontrava dificuldades para marcar. E quando finalmente a bola entrou, o gol não valeu. Gustavo Scarpa cobrou falta e Cícero, adiantado, cabeceou para o fundo das redes, mas logo percebeu a marcação do auxiliar e lamentou. A pressão foi aumentando, mas a dificuldade em marcar persistia. As tentativas foram de longa distância, pelos lados, pelo alto e nada da bola entrar.

No fim, mais um pontinho conquistado fora de casa. Mas o Flu volta pro Rio de Janeiro com o gostinho de que poderiam ter sido três.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 0 X 0 FLUMINENSE

Data: 04-06-16

Estádio: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro

Assistentes: Pablo Almeida da Costa e Rafael Trombeta

Público e Renda: 5.817 presentes /R$ 68.840,00

Cartões amarelos: Hyoran, Sérgio Manoel e Arthur Maia (CHA)

CHAPECOENSE: Danilo, Gimenez, Marcelo, Willian Thiego e Dener; Moisés (Andrei - 38'/1ºT), Sérgio Manoel e Hyoran (Lourency - 45'/2ºT); Lucas Gomes, (Arthur Maia - 24'/2ºT) Silvinho e Bruno Rangel - Técnico: Guto Ferreira

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jonathan, Gum, Henrique e Giovanni; Douglas, Edson, Cícero e Gustavo Scarpa; Richarlison (Magno Alves - Intervalo) e Fred - Técnico: Levir Culpi

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos