Olivinha lamenta confusão causada por torcedor: 'Não tinha necessidade'

O Flamengo deixou a quadra após a derrota para o Bauru no jogo 4 da da final do NBB, em Marília (SP), insatisfeito com os acontecimentos que marcaram a partida. O ala-pivô Olivinha fez críticas ao comportamento de um torcedor do time paulista, que encostou no fisioterapeuta do Rubro-Negro, Ricardo Machado, logo após o profissional ser desqualificado por reclamação.

- Tivemos de correr atrás o jogo todo. É complicado. Fora os acontecimentos que ocorreram aqui, que passaram do limite. Nosso fisioterapeuta foi expulso, jogaram coisas nele, sofreu um empurrão. Acho que não havia necessidade. Mas faz parte. Vamos trabalhar nesta semana e já convoco a torcida para nos empurrar no sábado - falou o ala-pivô, autor de 14 pontos, ao Sportv.

O incidente aconteceu no terceiro quarto da partida, quando o Bauru vencia por 68 a 44. O fisioterapeuta, que é irmão do ala-armador Marcelinho Machado, se dirigia para fora da quadra quando foi tocado por um homem. O fato serviu para esquentar ainda mais o clima entre os torcedores bauruenses, inconformados com um erro da arbitragem no fim da terceira partida, no Rio.

O duelo recomeçou após o torcedor que provocou a confusão ser retirado pela segurança. Mas a parada não afetou em nada o andamento do jogo.

- Mostramos que na hora do 'vamos ver', este time é nota fez. Estamos de parabéns pela superação - comemorou o ala-pivô Jefferson, do Bauru, que terminou a partida como cestinha, com 22 pontos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos